MARATONA SEVILHA 2020

Uma das provas mais procuradas pelos maratonistas europeus, principalmente devido ao seu percurso, perfeito para a obtenção do melhor tempo pessoal, a Maratona de Sevilha, agendada para o próximo dia 23 de fevereiro, apresenta números realmente impressionantes.

Como aconteceu no ano passado, a Maratona de Sevilha vai apostar novamente este ano no meio-ambiente, numa aposta que dificilmente poderá ser modificada no futuro, tal é hoje a postura do próprio pelotão, que, de certo modo, obriga aos organizadores um comportamento pró-ambiente.

Numa prova que, provavelmente, contará com 14 mil atletas na linha da meta, a Maratona de Sevilha terá, garantem os seus organizadores, a sua edição mais sustentável a nível ambiental.

LEIA TAMBÉM
Vítor Oliveira correu 107 km/semana para a Maratona de Sevilha
Ramo de flores para o último classificado da Maratona de Sevilha
EDP Meia Maratona de Sevilha 2020 com vitórias europeias

O objetivo é claro: minimizar ao máximo o impacto ambiental de 14 mil atletas (e os seus respetivos acompanhantes) em Sevilha. Para isso, está montado um plano gigantesco de reciclagem na cidade durante o fim-de-semana do evento, tando aquando da realização da feira como durante e depois da Maratona em si.

Maratona de Sevilha utiliza copos de papel nos abastecimentos

Recorde-se que a Maratona de Sevilha utiliza, desde 2013, copos de papel no abastecimento em vez das tradicionais garrafas de plástico.

Segundo os organizadores, esta simples alteração de atitude faz com que a pegada ecológica da prova seja reduzida em cerca de 195 mil garrafas de plástico e 25 mil litros de água.

De notar também que, ao longo da prova temos abastecimentos de 2,5 km em 2,5 km desde o 5.º até o 40.º quilómetro. Em cada um, o atleta tem à sua disposição, além dos copos de papel com água, esponjas molhadas, bebidas isotónicas, géis, barras energéticas, bananas, maçãs e laranjas.

No total, a organização revelou que pretende utilizar 400 mil copos de papel, 45 mil garrafas de água de 33 cl, 50 mil litros de água, 60 mil esponjas, 40 mil litros de bebida isotónica, 20 mil garrafas de bebida isotónica de 50 cl, 14 mil géis, 1.000 barras energéticas, 17 mil maçãs, 6 mil quilos de banana e 4 mil de laranjas.

Evidentemente que a organização vai fomenatr ainda a utilização do transporte público entre os participantes, familiares e amigos. Segundo os próprios, o percurso da Maratona tem também como objetivo facilitar a deslocação das pessoas ao longo de todo o trajeto, o que pode acontecer ao utilizar os transportes públicos disponíveis, assim como as bicicletas e trotinetes espalhadas pela cidade, por exemplo.

LEIA TAMBÉM

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.