Florian Neuschwander correu os 100 km em 6h26m14, ou seja, o recorde do mundo foi alcançado com um ritmo de 3m52/km.

A anterior marca era de Mario Mendoza, que, no ano passado, correu a distância em 6h39m29.

Florian Neuschwander mostrou desde cedo que o recorde estava ao seu alcance. Para termos uma ideia da sua performance, no último km correu a um ritmo de 3m20…

Recorde-se que o alemão já tinha o registo mundial nos 50 km (2h57m32, em fevereiro de 2020. Leia aqui).

Nota ainda para a presença do triatleta e amigo Patrick Lange, que, a partir do km 60, acompanhou o alemão, mas no rolo e não a correr. Ao longo de toda a tentativa de superar o recorde dos 100 km, Neuschwander recebeu o apoio de vários amigos, que fizeram questão de apoiar o germânico.

Curiosamente, recentemente, Jim Walmsley falhou por 12 segundos o recorde do mundo dos 100 km ao ar livre (leia aqui).