Demonstração inigualável de que, com força de vontade, tudo se consegue, Jennifer Smith sagrou-se, já este ano, na mulher mais pesada a terminar uma Maratona.

Natural do Iowa, EUA, Jennifer sempre teve um problema, grave, de peso. Tendo chegado a pesar 172 kg na sequência de um acidente em 2013, em que quase perdeu uma perna, esteve cerca de três meses imobilizada.

Apesar das dificuldades por que passou, Jennifer decidiu experimentar a corrida, impulsionada pelo seu pai, que constantemente lhe dizia que não havia nada que ela não pudesse fazer, desde que a isso se predispusesse…

Os primeiros cinco quilómetros da mulher mais pesada antes da Maratona

O primeiro desafio foi superado pouco tempo depois de retomar o andar e começar a correr, ao conseguir cumprir a meta dos 5 quilómetros. Distância que levou cerca de 90 minutos a cumprir, mas que, ao invés de a desmotivar, encarou como apenas mais uma etapa na sua evolução.

Já em 2018, e depois de muito suor e sofrimento, Jennifer conseguiu, pela primeira vez, cumprir os 5 km em 60 minutos. A partir daí ficou mais perto daquele que passou a ser o seu objectivo maior: terminar uma Maratona.

Objectivo: Maratona

No entanto, entre Jennifer e o seu objectivo apresentava-se, agora, um novo e grande obstáculo: a grande maioria das Maratonas que existem actualmente impõem um tempo máximo para que os atletas as terminem, a rondar as 7 horas. Ora, tal meta era, para a norte-americana e os seus 172 kg, quase impossível de alcançar!

Decidida a não desistir, Jennifer Smith pôs-se à procura da prova que não lhe impusesse esse obstáculo, acabando por encontrá-la não muito longe de sua casa: as Mainly Marathons Heartland Series.

Basicamente, o evento reúne cerca de 80 provas que se realizam ao longo do ano, tendo como palco cerca de 50 dos estados norte-americanos e oferecendo distâncias que vão dos 5 até aos 50 km!

Escolhida a prova, a norte-americana, então com 32 anos, deu início à preparação, que se prolongou por cerca de um ano. Isto, ao mesmo tempo que decidiu contactar o Guiness Book of Records com o objectivo de informar que se preparava para bater o recorde da mulher mais pesada a correr os 42,195 km… 

O dia da Maratona

Cumprida a obrigatória bateria de exames médicos, Jennifer deu início à sua “caminhada” rumo à Maratona, mas não sem mais um revés: em setembro último, o seu pai faleceu.

Desgosto que, ao contrário do que seria de esperar, até porque os treinos não estavam a decorrer como o previsto e a americana não havia ainda conseguido fazer mais de 15 km, acabou funcionando como uma espécie de detonador…

Presente à partida para a desejada Maratona, cujo início estava agendado para as quatro da madrugada, Jennifer, então com um peso de 157 kg, deu início às 12 voltas ao circuito, seguindo nos últimos lugares de um pelotão com cerca de 80 participantes.

A realizar um tempo médio de 13 minutos por quilómetro, as primeiras grandes dificuldades surgiram por volta do quilómetro 27. As ampolas nos pés gritavam-lhe que já chegava, que não valia a pena continuar… Só que a memória do pai, a vontade de não o decepcionar, impeliam-na a continuar.

“Não faço isto apenas pelos recordes, mas sim porque quero mostrar às outras pessoas que elas podem, efectivamente, ultrapassar os seus limites, nunca se rendendo. Que podem, efectivamente, fazer qualquer coisa, desde que a isso se proponham verdadeiramente”, referiu à imprensa americana.

Dez últimos quilómetros da Maratona foram os mais difíceis

Ainda segundo a norte-americana, os 10 últimos quilómetros terão sido os mais difíceis. Embora não o suficiente para que, já com a meta à vista, tenha começado a sprintar – Jennifer tinha colocado como objectivo a si própria terminar em menos de 12 horas. E a verdade é que cortou a linha de meta com o tempo de 11h50m36

LEIA TAMBÉM
As mais belas Maratonas do mundo nas Américas

Terminada a prova com quase 4.000 calorias gastas, Jennifer Smith, agora já com 33 anos e 157 kg de peso à partida, havia não só conseguido finalizar a sua primeira Maratona, como batera o recorde do Guiness da mulher mais pesada a terminar a distância.

Galardão que estava na posse de outra norte-americana, Ragen Chastain, que, em 2017, havia participado – e terminado – a mesma Maratona, apesar dos seus 130 kg de peso…

Quanto a Jennifer, tem já um novo desafio. Segundo anunciou, a atleta de 33 anos vai começar a treinar para, em 2020, conseguir correr os 50 quilómetros.

Força de vontade, não lhe falta!

FOTO: KLTV