A organização da Maratona de Londres revelou recentemente os nomes da elite masculina e feminina da prova, mas também das lebres, entre elas Mo Farah, que vão ajudar os corredores que procuram alcançar recordes do mundo ou a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

Sir Mo Farah, tetracampeão olímpico (nos 5000 metros e 10000 metros, em Londres 2012 e Rio 2016), revelou estar maravilhado por fazer de lebre na Maratona de Londres e assim poder ajudar outros atletas à estarem nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o que, para tal acontecer, terão de correr em 2h11m30.

Recorde-se que o britânico é o atual recordista europeu da Maratona, com 2h05m11, tempo alcançado em Chicago 2018.

LEIA TAMBÉM
Análise técnica da corrida de Mo Farah em Chicago
Campeã do mundo Ruth Chepngetich: «Maratona de Londres será um verdadeiro thriller»

«Tenho treinado em Font Romeu com alguns compatriotas que ambicionam alcançar a qualificação olímpica e são bons rapazes. Sei o especial que é competir por teu país em uns Jogos e será genial os ajudar a conseguir.»

Apesar de, inicialmente, a lebre Mo Farah na Maratona de Londres ter decidido pular dos 10000 metros para os 42,195 km, o britânico voltou atrás na sua decisão, já que ambiciona conquistar o tri nos 10000 metros em Tóquio. Uma tarefa realmente titânica se vermos a forma de Joshua Cheptegei, que ambiciona em outubro alcançar o recorde do mundo da Meia-maratona.

Em relação a prova masculina em concreto na Maratona de Londres, terá como principal motivo de interesse (diríamos mesmo que é o grande foco da prova…) o duelo entre Eliud Kipchoge e Kenenisa Bekele, os dois atletas mais rápidos de sempre na Maratona, com 2h01m39 e 2h01m41, respetivamente.

A Maratona de Londres está agendada para o dia 4 de outubro. A prova será realizada num circuito fechado, sem público, em St James’s Park. Na prova feminina teremos duas atletas portuguesas, Sara Catarina Ribeiro e Carla Salomé Rocha.