Meia Maratona Sevilha 2020

O italiano Eyob Fanyel e a polaca Izabela Trzaskalska venceram, este domingo, a quinta edição da EDP Meia Maratona de Sevilha, derrubando todos e quaisquer prognósticos que apontavam para um favoritismo dos atletas africanos.

Eyob Fanyel, italiano mas de origem eritreia, não só venceu a competição masculina, como fixou um novo recorde da prova sevilhana, ao fazer um tempo de 1h00m44.

No entanto, o triunfo de Fanyel foi conseguido, com muito esforço, devido à oposição dos etíopes Kasahy Atsebha e Agunafr Bekele. O primeiro, protagonista de um duelo vibrante que só terminou já perto da linha de meta, com o sprint vitorioso do italiano, vencedor com apenas dois segundos de diferença; o segundo, a terminar com um tempo de 1h01m35.

LEIA TAMBÉM
Martin Fiz vai ser lebre de uma corredora amadora na Meia-maratona de Sevilha

Competição feminina com vitória polaca

Na competição feminina, destaque para a vitória da polaca Izabela Trzaskalska, com um  tempo de 1h11m09, relegando para o segundo posto a catalã Marta Galimany, que, ainda assim, pulverizou o seu recorde pessoal de 1h11m13.

Apesar do favoritismo dado aos atletas africanos, a edição deste ano da Meia Maratona de Sevilha acabou por terminar com uma vitória europeia
Apesar do favoritismo dado aos atletas africanos, a edição deste ano da Meia Maratona de Sevilha acabou por terminar com uma vitória europeia

Aliás, o segundo lugar de Galimany mostrou-se ainda mais saboroso ao relegar para o terceiro e último lugar do pódio a britânica Lilly Partridge, uma das especialistas europeias nesta distância, vencedora da Meia sevilhana em 2018.

LEIA TAMBÉM
Meia-maratona de Lisboa 2020 vai ter caixas de partida

No entanto, este ano, não conseguiu acompanhar o ritmo da catalã no último quilómetro, terminando com o tempo de 1h11m31.