Foto: Turismo Madrid

Agendada para o próximo dia 14 de novembro e já com a lista de inscritos completa, a Meia-maratona de Madrid acaba de anunciar a abertura de uma lista de espera. Neste caso, com a esperança de que as autoridades venham a permitir um possível aumento da lista de participantes.

Numa altura em que as provas populares começam a tentar regressar também na vizinha Espanha, a organização da Meia-maratona de Madrid confirma assim a elevada procura que este tipo de provas tem vindo a despertar junto dos corredores.

Embora agendada apenas para dia 14 de novembro, ou seja, dentro de sensivelmente seis meses, a Meia madrilena tem, neste momento, esgotada a lista possível de inscritos, fixada em 12 mil corredores.

LEIA TAMBÉM
Maratonista norte-irlandês com a melhor marca de sempre assume problemas com bebida

No entanto, e porque as inscrições continuam a chegar, a organização da prova anunciou agora a criação de uma lista de espera com a esperança de que as autoridades espanholas venham a permitir, com a aproximação da data da corrida e o desanuviar da pandemia de COVID-19, um aumento no número de corredores à partida.

O anúncio da criação desta segunda lista foi feita através de comunicado pela própria organização da Meia-maratona de Madrid, revelando que, «como medida preventiva e dada a incerteza quanto ao número final de participantes admitidos, colocamos em espera o processo de inscrição depois de já termos atingido 12.000 corredores e abrimos uma lista de espera para novas inscrições, aguardando que as autoridades competentes indiquem o número máximo de participantes no teste».

Assim, pode ler-se no mesmo documento, «dependendo da evolução da situação e da regulamentação, estudaremos a possível ampliação ou reajuste do número de dorsais, sempre dentro dos limites impostos pelas autoridades».