A organização da Meia-maratona de Valência, agendada para o dia 22 de outubro, revelou que superou o recorde de inscritos para a prova, que estava estipulado em 14200 dorsais, número alcançado na edição do ano passado.

 

Era um dos objetivos da organização superar o recorde do ano passado e o facto é que conseguiu, colocando a Meia-maratona de Valência como uma das mais fortes neste momento a nível mundial, como comprova aliás a lista de elite deste ano, com a presença dos atletas mais rápidos da distância em 2017, como são os casos de Abraham Cheroben (58m40), no setor masculino, e Joyceline Jepkosgei (1h04m52), no setor feminino, primeira mulher a correr uma prova de 10 km em menos de 30 minutos.

Até ao momento, e segundo a organização, já há mais de mil inscritos do que o ano passado, faltando ainda cerca de uma semana e meio para o fecho das inscrições.

LEIA TAMBÉM
Joyciline Jepkosgei alcança um novo recorde do Mundo nos 10 quilómetros
Jepkosgei alcança recordes do Mundo nos 10, 15, 20km e Meia-maratona numa única prova
Meia-maratona de Valência com recordista do Mundo e o melhor do ano

«Temos 86 nacionalidades na prova e queremos mais», revelou Paco Bora, responsável pela organização de uma prova que cresceu exponencialmente nos últimos dez anos, sendo hoje uma referência na distância a nível europeu e mundial.

Meia-maratona de Valência é a única “Gold Road Race” de Espanha na distância

Refira-se que a Meia-maratona de Valência sustenta a “Gold Road Race” da IAAF, entidade que rege o Atletismo mundial, distinção ambicionada por todos os organizadores de provas (é a única a ter em Espanha, por exemplo).

 

 

Valência tem duas "Road Race Gold" da IAAF, a Meia-maratona e a Maratona
Valência tem duas “Road Race Gold” da IAAF, a Meia-maratona e a Maratona

 

Em Portugal, a Meia-maratona de Lisboa Ponte 25 de Abril e a Meia-maratona Ponte Vasco da Gama, que foi realizada no último domingo (leia aqui), também têm a mais alta graduação da IAAF.

No Brasil, apenas a São Silvestre de São Paulo, com um percurso de 15 km, tem essa distinção (a prova este ano vai atacar os “penetras”, como podemos ler aqui).