Como era esperado, a 30.ª edição da Meia-maratona de Lisboa, agendada inicialmente para 22 de março, vai ser adiada para 6 de setembro. O surto do novo coronavírus continua a marcar o Mundo da Corrida.

Segundo o Maratona Clube de Portugal, a corrida de 6 de setembro terá os mesmos inscritos na prova, ou seja, 16.500 na Meia-maratona e os 14 mil nos 10 quilómetros, uma das novidades desta edição.

Recorde-se que, ontem, segunda-feira, o Governo recomendou o adiamento ou cancelamento de eventos com mais de cinco mil pessoas, tendo em vista a contenção da epidemia do Covid-19. Só a Meia-maratona de Lisboa reuniria cerca de 30 mil inscritos, fora os familiares e amigos na chegada…

«Perante esta decisão, a organização da Meia-maratona de Lisboa vê-se obrigada a adiar a realização das provas previstas para os 21 e 22 de março», lê-se no comunicado da organização.

Curiosamente, no passado dia 3 de março, a organização tinha anunciado medidas preventivas tendo em vista a realização da Meia-maratona de Lisboa para não ser adiada, mas a verdade é que o surto no nosso país e no resto do mundo piorou e o Maratona Clube de Portugal acabou por ser obrigado a adiar a prova.

Como informação, quem estar infetado ou tiver sintomas (febre, dores no corpo e cansaço) ou suspeitas deve contactar a linha SNS24 através do número 808 24 24 24, evitando deste modo os Serviços de Urgência dos hospitais.

A Direção-Geral da Saúde lançou recentemente um microsite sobre o Covid-19, onde é possível acompanhar a evolução da infeção em Portugal e no mundo, além de esclarecer dúvidas.

O comunicado do Maratona Clube de Portugal na íntegra:

«O coronavírus está a ter graves impactos em muitas regiões. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou situação de emergência, com uma forte probabilidade de vir a ser declarada uma situação de pandemia. O alastramento do coronavírus é diário, não se conseguindo prever qual será a sua extensão nos próximos tempos.

No âmbito das medidas restritivas que têm sido impostas em Portugal, ontem à noite, o Ministério da Saúde tornou publica a proibição da realização de eventos ao ar livre com mais de 5.000 participantes.

Perante esta decisão, a organização da EDP Meia Maratona de Lisboa vê-se obrigada a adiar a realização das provas previstas para os 21 e 22 de março. Esta decisão contou com o apoio da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto, do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), dos Municípios de Lisboa, Almada e Oeiras e dos demais patrocinadores e parceiros da 30ª edição da Meia Maratona de Lisboa.

Face a esta decisão comunicamos a todos participantes que as provas foram adiadas para os dias 5 e 6 de Setembro, data definida em conformidade com as entidades competentes.

O adiamento da prova é determinado por um caso de força maior (o risco de propagação do COVID-19) e resulta de uma decisão das entidades públicas com competência para o efeito, à qual a organização é totalmente alheia.

Estamos certos de que, com otimismo e com a compreensão dos participantes, das entidades públicas envolvidas e dos patrocinadores e parceiros, estamos apenas a adiar a festa e que a 6 de Setembro de 2020 estaremos juntos a comemorar o 30º Aniversário da Meia Maratona de Lisboa.»

LEIA TAMBÉM