A Brooklyn Half, a mais participada Meia-maratona realizada nos Estados Unidos, foi cancelada devido a pandemia do coronavírus.

Agendada para o próximo dia 16 de maio, a Meia-maratona de Brooklyn, em Nova Iorque, teve o seu cancelamento oficializado no passado sábado através de um comunicado divulgado pela organização da prova, a que a FOX 5 deu voz.

LEIA TAMBÉM
Maratona de Boston: organização pede para que ninguém compareça na segunda-feira

Considerada a mais participada Meia-maratona realizada nos Estados Unidos, a Meia de Brooklyn costuma reunir, todos os anos, cerca de 27 mil corredores.

«À medida que a pandemia de COVID-19 alastra um pouco por todo o mundo, Nova Iorque sobressai como o coração da pandemia, sendo que o nosso pessoal médico e sanitário tem estado na linha de frente, arriscando a sua vida todos os dias”, argumentou, através de comunicado, a New York Road Runners (NYRR), entidade responsável pela organização da Meia-maratona de Brooklyn. «Mmuitos desses médicos, enfermeiras, socorristas e profissionais médicos são os mesmos que, todos os anos, apoiam os corredores que participam nos nossos eventos.»

Este ano, é já certo que esta imagem não se repetirá
Este ano, é já certo que esta imagem não se repetirá

Entretanto, a NYRR decidiu doar 100 mil dólares (pouco mais de 912 mil euros) ao COVID-19 Emergency Relief Fund, através do Mayor’s Fund to Advance New York City.

Caso não tivesse sido cancelada, a edição deste ano da Meia-maratona de Brooklyn levaria os atletas por um percurso que os faria passar junto ao Museu de Brooklyn, pelo meio do Prospect Park, pela Ocean Parkway, terminando no Coney Island Boardwalk.

Face ao cancelamento da edição deste ano, a organização da Meia de Brooklyn decidiu oferecer, aos participantes já inscritos, a possibilidade de optarem entre receberem a totalidade do dinheiro pago ou um lugar na edição do próximo ano. Esta última opção, no entanto, obriga novamente ao pagamento da taxa de inscrição.