Maratona de Lisboa

Depois de um ano de 2020 atípico e em que a maior parte das provas acabaram anuladas, iniciamos um novo ano, não apenas com a confiança num futuro melhor, como também com a esperança de que 2021 permita um regresso à normalidade, inclusive no calendário das Maratonas.

Pode dizer-se que foi uma autêntica razia: de Paris a Boston, de Nova Iorque a Berlim, poucas – pouquíssimas! – foram as maratonas que conseguiram sobreviver à pandemia de Covid-19. E as que o fizeram tiveram de adaptar-se a uma realidade muito diferente!

Contudo, e porque 2020 já lá vai e todos estamos sedentos de poder voltar a correr ou pelo menos acompanhar as grandes maratonas, decidimos aproveitar o arranque de um novo ano para, com espírito e pensamento positivo, relembrar aqui as datas das provas com regresso já confirmado em 2021.

LEIA TAMBÉM
Estudo revela os três princípios primordiais para correr uma Maratona

As Maratonas da Primavera

Naquilo que poderá ser considerado como uma viagem ao futuro que queremos que 2021 seja, começamos por aquela que deverá ser a primeira das grandes maratonas internacionais a cumprir-se na próxima primavera: a Maratona de Hamburgo.

Antes disso, mas sem o mesmo élan, são aguardadas a Maratona de Milão, em Itália, e da Maratona de Eldoret, no Quénia, ambas agendadas para 11 de abril.

Entretanto, e com o adiamento também em 2021 de provas icónicas como a Maratona de Boston da Primavera para o Outono, a solução no continente americano para entrar em competição é a Maratona de Toronto, a 2 de maio. Alguns dias depois, a 16 de maio, as atenções voltam a estar centradas na Europa com a realização da Maratona de Copenhaga.

A 4 de julho tem lugar a Gold Coast Marathon, na Austrália, prova que é também a única neste continente a receber o emblema dourado da IAAF.

As Maratonas do Outono

Depois de uma primavera relativamente tranquila, será no outono que 2021 despertará em força para a Maratona. A começar por Berlim, Maratona que, tal como a sua congénere de Marraquexe, Marrocos, acabou agendada para setembro.

Prova incontornável no calendário dos 42,195 km, a Maratona de Berlim ostenta o atual marca mundial na distância, conseguida por Eliud Kipchoge em 2018. Este ano a prova é antecedida em apenas alguns dias pela Maratona de Viena, a 12 de setembro.

LEIA TAMBÉM
Nike com um novo modelo para treinos e provas de longas distâncias

No entanto, é em outubro que algumas das principais maratonas do mundo, como a Maratona de Londres. Também nesse mês, embora alguns dias antes do que é habitual, tem lugar a Maratona de Chicago, prova que, antes da pandemia, costumava reunir cerca de 45 mil corredores.

Ainda assim, data verdadeiramente importante e a reter é, sem dúvida, o dia 17 de outubro, já que é a data em que deverá ter lugar não só a Maratona de Lisboa, como também as maratonas de Paris e de Tóquio. Ainda que, no caso desta última, os organizadores admitem já voltar a realizá-la apenas com atletas de Elite…

Finalmente, e como última grande Maratona do ano que agora começa, isto caso não surjam mais alterações, os 42,195 km de Nova Iorque, a 7 de novembro, evento que, em 2020, reuniu cerca de 30 mil corredores virtuais.

Também em novembro teremos as maratonas de Havana, Cuba, e da cidade francesa de La Rochelle, além da Maratona do Porto, no dia 8, e de Atenas, a 14.

Evidentemente que estas datas poderão sofrer alterações. Esperemos que não…

Calendário das maratonas 2021

  • Milão (Itália): 11 de abril
  • Eldoret (Quénia): 11 de abril
  • Hamburgo (Alemanha): 25 de abril
  • Toronto (Canadá): 2 de maio
  • Copenhaga (Holanda): 16 de maio
  • Gold Coast (Áustralia): 4 de julho
  • Viena (Áustria): 12 de setembro
  • Marraquexe (Marrocos): 19 de setembro
  • Berlim (Alemanha): 26 de setembro
  • Londres (Reino Unido): 3 de outubro
  • Chicago (EUA): 10 de outubro
  • Paris (França): 17 de outubro
  • Tóquio (Japão): 17 de outubro
  • Amsterdão (Holanda): 17 de outubro
  • Lisboa (Portugal): 17 de outubro
  • São Paulo (Brasil): 24 de outubro
  • Roterdão (Holanda): 24 de outubro
  • Düsseldorf (Alemanha): 24 de outubro
  • Frankfurt (Alemanha): 31 de outubro
  • Nova Iorque (EUA): 7 de novembro
  • Porto (Portugal): 8 de novembro
  • Atenas (Grécia): 14 de novembro
  • Havana (Cuba): 21 de novembro
  • La Rochelle (França): 28 de novembro