A organização da Maratona de Kanazawa, no Japão, revelou que os participantes da prova poderão ser obrigados a parar em determinados pontos do percurso para dar acesso aos eleitores, já que a cidade tem eleições no dia da prova, a 31 de outubro.

Adiada do ano passado para o próximo dia 31 de outubro devido à pandemia, quis o destino que a Maratona de Kanazawa coincidisse com as eleições da cidade.

LEIA TAMBÉM
Casal que correu com o mesmo número de dorsal na Maratona de Londres é alvo de fortes críticas

Por isso, a organização revelou que os corredores poderão ter de parar em 20 locais ao longo dos 42,195 km caso assim seja necessário, tudo para facilitar o passo dos eleitores, já que o trajeto da corrida passa por 14 locais de votação.

Evidentemente que a organização da Maratona de Kanazawa pediu compreensão por parte dos corredores, mas não há como negar que viveremos um momento único em Kanazawa no próximo dia 31 de outubro.