A Maratona de Boston vai exigir aos seus participantes dois testes negativos PCR, mesmo que estejam vacinados. A prova está agendada para 11 de outubro em vez de abril, como habitualmente acontece.

Como era de esperar, a Maratona de Boston contará com medidas sanitárias rigorosas, mesmo em outubro, quando, em teoria, grande parte do mundo já estará vacinado.

No entanto, os participantes da prova, uma das Majors e das mais ambicionadas corridas do mundo, terão de apresentar dois testes PCR negativos, mesmo que já tenham sido vacinados.

Segundo o Running with Miles, a Maratona de Boston, que este ano comemora a sua 125.ª edição, vais ser alvo de uma série de medidas sanitárias, garantindo deste modo a segurança a todos os participantes.

LEIA TAMBÉM
Documentário revela a importância do “longão” para Kipchoge, Bekele, Kamworor e Cheptegei

Algumas das medidas de segurança, entre elas o PCR negativos, da edição deste ano da Maratona de Boston são as seguintes:

  • seguro de cancelamento, mas apenas para a prova física, não para a virtual
  • dois testes PCR negativos antes do dia 11 de outubro. Os prazos e os requisitos exigidos serão revelados nos próximos meses
  • os participantes terão de obedecer às leis federais e estatais em vigor para participarem na corrida, inclusive um eventual período de quarentena
  • o evento poderá sofrer alterações de acordo com os critérios de seguranças sanitárias