Os atletas que participaram da Maratona Aguascalientes foram obrigados a correr os dois primeiros quilómetros da prova de máscara.

Além dos 42,195 km, a Maratona Aguascalientes 2020 contemplou ainda uma Meia-maratona, uma corrida de 10 km e uma outra de 5 km. Além de uma corrida virtual.

Contudo, e com a pandemia a ameaçar tanto o Comité Organizador da Maratona Aguascalientes, como o seu diretor geral, José Luis Trujillo Alcalá, decidido a avançar com a realização do evento, a prova, com o aval do Comité Olímpico Mexicano (COM), contou com um total de «50 protocolos de saúde», dos quais fez depender a realização do evento.

LEIA TAMBÉM
GPS falha e inglesa corre 78 km em vez da Maratona Virtual de Londres

«O protocolo da Maratona Aguascalientes é, por larga margem, o melhor que já vimos, pelo que e porque a sua concretização depende sempre das pessoas. Convidamos a todos os participantes a respeitar as indicações para que não surja nenhum problema. Queremos ser um exemplo a nível nacional e internacional de como devem ser feitas as coisas», afirmou, à Running Life, o director sanitário da prova, Octávio Jiménez Macías.

As medidas da Maratona Aguascalientes

De resto, na corrida dos 42,195 km, participaram atletas mexicanos e de outros países, os quais cumpriram a distância num circuito com 21,0975 quilómetros, também de forma a limitar a área na qual se disputava a prova, assim como o número de voluntários, seguranças e pessoal médico envolvido.

Relativamente aos atletas, a organização estipulou que apenas pudessem participar, em qualquer uma das corridas, corredores com 18 ou mais anos, sendo que a partida foi realizada em blocos de 500 atletas. Cada bloco com os corredores dispostos em linhas de oito cada, distanciados entre si cerca de 1,5 metros, com a saída de cada linha a ser feita a cada quatro segundos.

Ainda na partida, todos os atletas tiveram de submeter-se a uma medição da temperatura antes de tomarem os respectivos lugares nos blocos.

Foto: Maratón Aguascalientes Facebook

Implementado foi, igualmente, uma separação de dois minutos entre a saída de cada distância, sendo que, para os resultados finais foi levado em conta apenas o tempo registado com o chip de forma a que todos partissem nas mesmas condições.

Em termos de proteção individual, os atletas da Maratona Aguascalientes foram obrigados a correr os dois primeiros quilómetros com máscaras descartáveis ou desportivas, sendo que, uma vez chegados aí, ficava à consideração dos corredores manterem ou não a máscara.

Aqueles que não o desejassem, estavam obrigados a depositar a máscara em contentores colocados ao longo do percurso especificamente para o efeito. Sendo que, uma vez transposta a linha de meta, a organização entregava a todos os atletas uma máscara nova para usarem na zona de recuperação e que deveria ser mantida até ao momento de sair do local do evento.

Os vencedores das várias provas da Maratona Aguascalientes

A terminar, recordar apenas os vencedores, com o mexicano Jared Velasco Flores a conquistar o triunfo na Maratona Aguascalientes masculina, com o tempo de 2h23m09, ao passo que a feminina foi vencida por Hyvon Ngetich, com o tempo de 3h16m04.

Na Meia-maratona, vitória de Rúben Chávez Hernández (1h09m36) e Martha Íris Vásquez Becerra (1h18m36), ao passo que, nos 10 km, o triunfo pertenceu a Gerardo Rangel (36m40) e Maria de Jesús Acuña (39m38).

Finalmente, nos 5 km, triunfo de Orlando Velásquez (15m25) e Martha Vásquez (20m39).