A holandesa Madiea Ghafoor, de origem paquistanesa e participante dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, foi condenada a oito anos e meio de prisão por tráfego de droga.

Ghafoor foi apanhada em julho passado na fronteira entre a Alemanha e Holanda, em Elten. No seu carro, as autoridades encontraram 50 quilos de ecstasy, 2 quilos de metanfetaminas e 11.950 euros. Ou seja, 52 quilos no valor de 2,3 milhões de euros.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Ghafoor participou nos 4×400 metros. Já no Europeu do ano passado, alcançou o oitavo lugar nos 400 metros, por exemplo.

Apesar de se declarar inocente, referindo que pensava estar a levar substâncias dopantes, as autoridades alemãs não acreditaram na sua inocência, revelou a agência alemã dpa.

Ghafoor não revelou os seus fornecedores por temer represálias aos seus familiares.

Obviamente, a União de Atletismo da Holanda já condenou o sucedido, condenando «qualquer uso ou comércio de drogas ou doping».