Ex-recordista do mundo da Meia-maratona, o queniano Abraham Kiptum foi suspenso devido a um resultado anómalo no seu passaporte biológico. O seu até então registo mundial fica assim sem efeito.

Abraham Kiptum alcançou o recorde do Mundo na Meia-maratona de Valência, em 2018, quando correu a distância em 58m18.

Um tempo que foi superado depois por Geoffrey Kipsang Kamworor, que, em Copenhaga, correu a distância em 58m01 em setembro último.

Agora o registo de Kiptum foi suspenso após os resultados anómalos no seu passaporte biológico.

LEIA TAMBÉM
Robert Keter regista novo recorde do mundo nos 5 km estrada

Recorde-se que o queniano era para ser um dos participantes da Maratona de Londres em abril, mas acabou por não correr precisamente devido a constatação desses resultados anómalos.

A suspensão de quatro anos entrou em vigor a partir do dia 28 de abril. Os primeiros resultados que se diferenciam do seu passaporte habitual remontam a outubro de 2018, o que significa que os tempos de Kiptum, a partir de 13 de outubro desse ano, são anulados, entre eles o que alcançou na Meia-maratona de Valência, realizada a 28 de outubro.

A suspensão de Kiptum termina em 2023.