O queniano Conseslus Kipruto, campeão olímpico dos 3.000 metros obstáculos no Rio 2016 e campeão mundial em Londres (2017) e Doha (2019), foi acusado de «abusar sexualmente» de uma menor de 15 anos.

Conseslus Kipruto esteve durante vários dias em fuga mas foi apanhado, tendo pago uma fiança para sair em liberdade após alguns dias de detenção.

Segundo o jornal The Standard, Kipruto, de 25 anos, terá abusado da menor entre 20 e 21 de outubro na aldeia de Tironin, na província de Nandi.

LEIA TAMBÉM
Árvore centenária torna-se homenagem aos corredores da Maratona de Boston

A denúncia foi feita pela família da adolescente quando a menor regressou a casa três dias depois de estar em paradeiro desconhecido. A jovem escusou-se a revelar onde tinha estado, mas os pais chegaram a Kipruto através do seu telemóvel e depois de terem levado a menor a fazer exames num hospital.

Kipruto negou as acusações, com a sua sentença a ser conhecida a 10 de maio de 2021.