Eliud Kipchoge, como o próprio afirmou na manhã desta quinta-feira, vai correr para fazer História no sábado. Para isso, o seu objetivo é correr a Maratona em menos de 2h00. O queniano refere que, caso alcance as suas metas, será um feito como foi ir à Lua.

«Estou a correr para fazer História, para mostrar que não há limites para o Homem. Não é devido ao dinehiro, é para mostrar a uma geração de pessoas que não há limites», afirmou Kipchoge na conferência de imprensa do evento INEOS 1:59, agendado para sábado, um evento que poderá marcar a história do desporto mundial, já que, até hoje, jamais um homem correu a Maratona em menos de 2h00.

«Os limites estão nos pensamentos das pessoas. Estou a tentar remover esse “click” da mente das pessoas, nenhum ser humano é limitado.»

Atual recordista do Mundo da distância, com 2h01m39, tempo alcançado em 2018 em Berlim, Kipchoge refere que a corrida de sábado, em Viena, é algo completamente diferente do que viveu no ano passado nas ruas da capital germânica.

«Correr em Berlim e em Viena são coisas diferentes. Berlim foi correr por um recorde do mundo, Viena é como ir à Lua

LEIA TAMBÉM
Confirmado para sábado a tentativa de Kipchoge de correr a Maratona em menos de 2h00
Eurosport 2 vai transmitir tentativa de Kipchoge correr a Maratona em menos de 2h00

Kipchoge revelou ainda o motivo da escolha por Viena, ao contrário de Londres, cidade inicialmente escolhida para este projeto:

«Em primeiro lugar, Viena é um cidade do desporto, as pessoas amam o desporto em Viena. Em segundo lugar, o percurso, bastante rápido. Em terceiro lugar, é num parque, vou estar envolvido por ambiente natural. São essas as três razões pela escolha de Viena.»

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.