Judith Corachán, do triatlo, foi a grande vencedora da recente Maratona de San Francisco. A história deste triunfo é que a espanhola não pretendia correr a prova, já que estava de férias.

Judith Corachán estava classificada para o Mundial de Kona, mas este, devido à pandemia, foi adiado para o próximo anos. A espanhola, junto com o seu companheiro, decidiu no entanto manter a sua viagem e foi de férias para os Estados Unidos, com a primeira paragem em São Francisco, precisamente no fim de semana da realização da Maratona da cidade, que, evidentemente, cruza a ícone ponte Golden Gate.

LEIA TAMBÉM
Filipe Azevedo alcança o 10.º lugar no Mundial de Triatlo 70.3

Por isso, Judith Corachán e Juan decidiram se inscrever na corrida, mas só com o intuito de desfrutar da Maratona, sem o objetivo de vencer a prova, já que estavam de férias. 

No entanto, Judith Corachán, e inesperadamente por ser uma atleta de triatlo e não ter esse objetivo, acabou por vencer a prova, com o tempo de 2h55m33, ficando à frente de Elena Makarevich, com 3h10m41, e Emily Haggerty, com 3h13m52.

«O meu objetivo era claro: correr, defrutar e esquecer o relógio, já que não queria ficar com mazelas e sacrificar as minhas férias. Quando reparei, estava na primeira posição e foi assim até a meta (embora admita que o nível não foi alto, obviamente). Foi um grande prémio. Não pelo triunfo, que sempre é bom, mas por liderar a corrida do princípio ao fim (público muito animado, câmaras…).  Foi muito divertido e emocionante», escreveu na sua rede social.

FOTO: Instagram