Jared Ward é o mais recente nome incluído na elite masculina da Maratona de Nova Iorque, agendada para o dia 3 de novembro. O norte-americano espera surpreender os nomes mais sonantes da prova…

Após correr a Maratona de Boston este ano com o registo de 2h09m25 e com os trials dos Estados Unidos a 20 de fevereiro de 2020, em Atlanta, muitos acreditavam que Jared Ward abdicaria da Maratona de Nova Iorque.

No entanto, e após consultar o seu treinador, Ed Eyestone, o norte-americano aceitou o desafio e é o mais novo nome da elite masculina da prova, uma das mais desejadas de todos os corredores, sejam eles profissionais ou amadores.

«O pensamento de não correr uma Maratona no Outono era um pouco desanimador. Percebo hoje que passamos por períodos de excelente forma física e, em outros, por períodos menos positivos. Após os Jogos Olímpicos do Rio [NDR.: terminou na sexta posição], os anos de 2017 e 2018 foram muito difíceis devido a inúmeras lesões. No entanto, nos últimos meses, sinto-me saudável e em forma. Por isso, quero aproveitar este momento. Estou a correr agora bem e portanto quero correr», afirmou à imprensa norte-americana.

Ward está a olhar a Maratona de Nova Iorque como preparação para os trials de Atlanta, onde vai procurar alcançar novamente a qualificação para uns Jogos Olímpicos, desta vez em Tóquio, no próximo ano. No entanto, o atleta norte-americano não descarta um pódio em novembro próximo.

«É um objetivo de longa data alcançar um pódio de uma corrida Abbott World Marathon Majors. E acredito que este ano tenho uma oportunidade em Nova Iorque», garantiu.

Jared Ward terá uma mentalidade diferente na Maratona de Nova Iorque devido a sua participação em Boston

A esperança de Jared Ward em alcançar o pódio, e até mesmo a vitória, acontece depois da sua corrida em Boston, quando correu a Maratona em 2h09m25.

Tempo suficiente para vencer a Maratona de Nova Iorque em 2014 (Stanley Biwott, 2h10m59), 2015 (Wilson Kipsang, 2h10m34) e 2017 (Geoffrey Kamworor, 2h10m53), por exemplo.

No entanto, no ano passado, o vencedor da prova, Lelisa Desisa, que também vai correr este ano, terminou a corrida com o tempo de 2h05m59…

«A minha abordagem para a prova é estar no pelotão da frente. Se o pódio fechar por volta das 2h06, vou fazer o meu melhor. Mas, se o vencedor for decidido por volta das 2h08 ou mais, espero competir pelo triunfo.»

Jared Ward confessa que a sua postura e estratégia numa Maratona foi alterada devido a Boston (alcançou o oitavo lugar), prova que reforçou a sua autoconfiança, quando chegou inclusive a liderar a corrida.

O norte-americano revelou que, na abordagem às corridas, sempre foi muito ponderado, que tinha um ritmo definido e não arriscava o mínimo. Uma abordagem que não seguiu em Boston, quando foi mais agressivo.

E é essa agressividade que pretende levar agora para Nova Iorque e, principalmente, para Atlanta. Os Jogos Olímpicos estão à porta…