Inicialmente um rumor, surge agora a certeza: a final do Campeonato do Mundo de IRONMAN de 2020, que tradicionalmente tem lugar na ilha havaiana de Kona, acaba de ser oficialmente adiada para 6 de fevereiro de 2021.

«A organização do IRONMAN informa, em conjunto com as cidades anfitriãs e autoridades do Hawai e de Taupo, que as edições de 2020 do Campeonato do Mundo de IRONMAN e do Campeonato do Mundo de IRONMAN 70.3 não vão poder realizar-se nas datas originalmente definidas por causa do impato da COVID-19», pode ler-se no comunicado agora divulgado.

LEIA TAMBÉM
Triatleta alemão propõe-se realizar um IRONMAN dentro de casa

Assim, e a par da prova final em Kona, também o Campeonato do Mundo de IRONMAN 70.3, agendado para novembro, em Taupo, na Nova Zelândia, será adiado. Ainda que, para já, sem nova data definida.

No entanto, e segundo os últimos rumores, a hipótese é que venha a realizar-se um mês mais tarde que a prova de Kona, ou seja, a 6 de março. Dia em que, de resto, tem lugar o IRONMAN 70.3 Nova Zelândia, que tem lugar precisamente em Taupo.

Fevereiro é o regresso às origens

Quanto à escolha do mês de fevereiro para a final do Campeonato do Mundo de IRONMAN, não será, propriamente, uma novidade, já que, também em 1978, ano da primeira edição da prova, esta teve lugar no dia 18 de fevereiro.

De resto, também em 1982, houve duas edições do Campeonato do Mundo de IRONMAN: uma em fevereiro e outra em outubro.

Lisa Tecklenburg Ironman

O perigo de outubro

Quanto a outubro, e embora ainda faltassem quatro meses para a data, as dificuldades para manter a agenda original eram já mais do que muitas.

Conforme também recorda a organização do IRONMAN, as restrições impostas pelos governos norte-americano e neozelandês, não apenas quanto às viagens,  mas também quanto às concentrações massivas de pessoas, há muito que ameaçavam os eventos, colocando, igualmente, problemas acrescidos aos atletas.

A par disto, também as qualificações para as provas haviam já sido adiadas ou até mesmo canceladas.