Jogos Olímpicos Tóquio 2020

A World Athletics acaba de lançar uma nova ferramenta online, denominada Road to Tokyo, e destinada a ajudar todos os interessados em acompanhar o processo de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Com o sistema de qualificação para Tóquio 2020 já em vigor e adaptado às novas datas dos Jogos, esta nova ferramenta permite a qualquer interessado, atleta, órgão de comunicação social ou fã, pesquisar por disciplina, país e estatuto de qualificação. É possível, igualmente, visualizar, em tempo real, cada um dos eventos de qualificação até ao término deste período, a 29 de junho de 2021.

Num evento agora agendado para o período entre 23 de julho a 8 de agosto de 2021, os atletas já com qualificação assegurada mantêm-se elegíveis para seleção pelas respetivas federações e Comités Olímpicos Nacionais dos seus países. Sendo que o mesmo acontecerá com aqueles que venham ainda a qualificar-se durante o período legal de qualificação.

LEIA TAMBÉM
Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: World Athletics divulga novas datas para mínimos

Recordar que, devido à pandemia de coronavírus, o período de qualificação para todos os eventos encontra-se suspenso, de 6 de abril a 30 de novembro de 2020.

Entretanto, e conforme também recorda a Federação Portuguesa de Atletismo, a ferramenta Road to Tokyo permite confirmar as qualificações diretas de Pedro Pichardo no triplo (4º nos World Rankings), de João Vieira nos 50 km marcha (10º WR), de Patrícia Mamona (15ª WR) e Evelise Veiga (22ª WR) no triplo, e de Salomé Rocha (22ª WR) e Catarina Ribeiro (31 WR) na Maratona.

Patrícia Mamona é uma das atletas portuguesas com qualificação directa para Tóquio
Patrícia Mamona é uma das atletas portuguesas com qualificação directa para Tóquio

Entretanto, e segundo a World Athletics, em posição nos World Rankings para garantir a qualificação para Tóquio surgem, igualmente, Nelson Évora (21º) no triplo, Tsanko Arnaudov (28º) e Francisco Belo (29º) no peso, Lorene Bazolo (44ª) nos 100 metros, Cátia Azevedo (33ª) nos 400 metros, Marta Pen (32ª) nos 1.500 metros, Vera Barbosa (37ª) nos 400 metros barreiras, Evelise Veiga (25ª) no comprimento, Susana Costa (29ª) no triplo, Auriol Dongmo (25ª) no peso [ainda que, recorda a FPA, os recentes recordes de Portugal sejam suficientes para a qualificação direta], Irina Rodrigues (20ª) e Liliana Cá (25ª) no disco, Dulce Félix (76ª) na Maratona, e Ana Cabecinha (33ª) nos 20 km marcha.

Ou seja, se a fase de qualificação terminasse hoje, seriam todos elegíveis para serem convocados pela federação e pelo Comité Olímpico de Portugal para marcarem presença em Tóquio…