Devido a uma pequena lesão no tendão de Aquiles, a organização da Meia-maratona de Londres, a The Vitality Big Half, revelou que Mo Faraha é baixa para a prova, impedindo assim o duelo com Kenenisa Bekele.

Vencedor das últimas duas edições, Mo Farah vai ser desde já uma das principais baixas da prova, agendada para o dia 1 de março, uma corrida que era esperada por milhares de pessoas em todo o mundo.

LEIA TAMBÉM
Mo Farah regressa às pistas nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Agência Antidopagem do Reino Unido recusa entregar amostras de sangue e urina de Mo Farah

«Estava realmente ansioso por competir novamente na The Vitality Big Half. Todos sabem o quanto eu amo correr em Londres, mas a minha prioridade é estar em forma, saudável e competitivo para a temporada do verão. Assim, e por esse motivo, tive que tomar a difícil decisão de não correr a The Vitality Big Half este ano. No entanto, espero voltar em 2021.»

Deste modo, Bekele, detentor do recorde mundial nos 5000 e 10000 metros, é o principal nome da prova com a ausência de Mo Farah na Meia-maratona de Londres, com o etíope a ter como principais adversários o queniano Marius Kipserem, atual campeão da Maratona de Roterdão, além dos britânicos Chris Thompson, Dewi Griffiths e Ross Millington.

Entretanto, os organizadores revelaram que a segunda colocada em 2018, Lily Partridge, é o novo nome da corrida.

No entanto, este importante nome não impede a desilusão da não presença de Mo Farah, que assim não vai ter o esperado duelo contra Bekele na Meia-maratona Londres.

LEIA TAMBÉM

FOTOS: The Vitality Big Half