Um corredor e treinador galês de 73 anos, Dic Evans, concluiu, com sucesso, o desafio de cumprir 1000 milhas, qualquer coisa como 1.609 quilómetros, em 100 dias.

Bem conhecido no meio das corridas do País de Gales, tendo mesmo representado o país de 1965 a 2020, Dic Evans é também um respeitado treinador e organizador de corridas locais, incluindo o The Red Kite Challenge, prova entretanto integrada nos Campeonatos de Trail Running de Gales.

Impossibilitado de levar a cabo o The Red Kite Challenge este ano, e com receio de que as organizações de solidariedade que costuma ajudar com o evento ficassem sem os fundos necessários, Evans decidiu colocar a si próprio um novo desafio: fazer 1000 milhas em 100 dias. Sendo que, por detrás, estava a intenção de angariar fundos para a Ala de Quimioterapia do Hospital Bronglais, em Aberystwyth.

LEIA TAMBÉM
Caster Semenya supera Cristiano Ronaldo no seu próprio desafio

Dic Evans decidiu levar a cabo o desafio entre os dias 23 de março e 30 junho, o que o obrigava a cumprir uma média de 10 milhas, pouco mais de 16 quilómetros, por dia. Algo que, para o Evans que foi um dos principais corredores galeses de longa distância nos anos 80 do século passado, e que tem como melhor tempo na Maratona 2h17m57, não seria muito difícil de alcançar.

No entanto, a realidade é que o galês não só conta já com mais de 70 primaveras, como vive com uma lesão crónica, dois contratempos que, reconheça-se, tornavam este desafio bem mais complicado de terminar…

Ainda assim, o galês não deixou de avançar para o desafio, acabando mesmo por terminá-lo. A apenas alguns dias antes de atingir o deadline que havia fixado, viu juntar-se-lhe vários atletas que já treina para cumprirem juntos as últimas milhas.

Quanto à vertente solidária do projeto, acabou por resultar também melhor que o esperado, com Dic Evans a reunir mais de oito mil libras, perto de 8.900 euros. Ou seja, oito vezes mais que as mil libras que o galês afirmou, à partida, querer amealhar…