Mais conhecida pelas suas prestações na Maratona, a norte-americana Des Linden decidiu tentar, pela primeira vez na carreira e de forma mais discreta, uma distância maior, os 50 km. O resultado final não podia ser melhor, com a maratonista a fixar um novo recorde do mundo na distância!

Vencedora da mítica Maratona de Boston em 2018, mas que também já representou os EUA em duas edições dos Jogos Olímpicos – Londres 2012 e Rio de Janeiro 2016 –, Desiree “Des” Linden decidiu tentar, pela primeira vez na sua carreira, uma distância maior do que os 42,195 km da maratona.

Aproveitando de certa forma a situação pandémica que o mundo vive, e também por isso não fazendo muito alarde da tentativa, a norte-americana, atualmente com 37 anos, decidiu atacar os 50 quilómetros com a consciência de que, para conseguir derrubar o recorde do mundo, seria preciso fazer um tempo abaixo das 3 horas, sete minutos e 20 segundos, tempo alcançado pela britânica Aly Dixon no dia 1 de setembro de 2019.

Depois de um período de preparação em que chegou a somar perto de 500 quilómetros num só mês, Des Linden lançou-se na tentativa e, com Charlie Lawrence como lebre e o modelo Hyperion Elite da Brooks (a marca de sapatilhas que a patrocina) nos pés, fez aquilo que, se calhar, até não estava à espera: estabeleceu um novo recorde do mundo dos 50 km com um tempo de 2 horas 59 minutos e 54 segundos (média de 3m35 por quilómetro).

No entanto, e apesar do fantástico tempo final a par de uma passagem da Meia-maratona com o tempo de 1h15m47 e a Maratona em 2h31m12, a norte-americana não deixou de destacar, e em declarações à Runner´s World, que «os últimos oito quilómetros foram duros, embora eu soubesse que estava com um bom tempo».

LEIA TAMBÉM
Vencedora da Maratona de Boston Des Linden sonha com o Trail

«Eu só pensava ‘Tenho de conseguir fazer um tempo abaixo das três horas, senão vou ter de voltar a fazer isto outra vez’», recordou Linden, já então consciente de que um tempo pior deixá-la-ia mais à mercê de tentativas futuras.