Apesar da quarentena obrigatória em casa em algumas regiões de Itália, um corredor quase foi apanhado por um polícia. Tudo aconteceu em Pescara, Itália.

Um corredor corria tranquilamente na praia quando foi abordado por um polícia. Num argumento digno de um filme de Hollywood, o corredor foi obrigado a dar um sprint à Bolt para não ser detido, já que as multas em Itália para quem não respeita o Estado de Emergência podem chegar aos 4000 euros.

O vídeo tornou-se viral em Itália, principalmente devido a boa forma do corredor, capaz de oferecer a todos um impressionante sprint na areia, um sprint que impediu por completo o desejo do polícia, que não conseguiu acompanhar o ritmo do infrator.

Recorde-se que, recentemente, o Mundo da Corrida em Itália foi notícia após uma corredora ter sido apanhada a correr. Como desculpa, alegou que foi obrigada a fugir de um cão, caso contrário seria mordida e poderia ter de ir para o hostipal… (leia toda a história aqui). Evidentemente que a sua justificação não cativou os polícias, com a corredora a ser multada em 400 euros.

De referir que, em Portugal e neste momento, nada na legislação em vigor proíbe a realização de atividades físicas no exterior, como a corrida. Assim sendo, não nos arvoramos no direito de condenar quem o faça, desde que o atleta respeite todas as diretrizes do Estado de Emergência e da Direção-Geral da Saúde (leia aqui a nossa posição).

LEIA TAMBÉM