Parece um filme cómico, mas aconteceu em Itália, concretamente em Montesilvano, Abruzzo. Um corredor, repreendido por uma vizinha por estar a treinar no jardim comum a todos, não esteve com meias medidas e destruiu o seu carro.

Itália é um dos principais focos da pandemia da Covid-19, com mais de 80 mil infetados e 8000 mortes. No entanto, segundo as novas ordens do Governo italiano no passado fim-de-semana, é permitido fazer exercício físico, embora sozinho e próximo de casa.

Uma opinião que divide a sociedade italiana, já que muitos exigem uma tomada mais forte do Governo, uma opinião partilhada aliás por algumas regiões, que impediram por completo o exercício físico ao ar livre (outras só permitem no fim-de-semana, por exemplo).

No entanto, o descalabro aconteceu em Montesilvano, Abruzzo. Um corredor aproveitou o jardim do condomínio onde mora para correr e acabou por ser repreendido por uma vizinha, que pediu para ele ficar em casa, já que não aprovava a corrida no espaço comum a todos.

Furioso, o corredor mostrou toda a sua fúria com a repreensão da sua vizinha e destruiu o seu carro, com a vizinha a filmar tudo e a pedir, em prantos, para que ele parasse com aquilo. Mas o corredor não parou e, inclusive, ameaçou a vizinha de morte…

LEIA TAMBÉM
Espanha: corredora agride polícia que a deteve por não respeitar proibição
Espanha: corredora multada em 601 euros por correr na rua

«Quando alguém está errado e viola as regras, deve pelo menos ter a decência de se desculpar e admitir o erro. Em vez disso, este indivíduo libertou toda a sua raiva contra aqueles que o apanharam a infringir a lei. É algo absurdo! É verdade que este Estado de Emergência está a trazer o pior de algumas pessoas, mas isto não acontece quando você não está podre por dentro. Evidentemente, esta pessoa é propensa à violência e deve ser retida antes de fazer algo insano. Pedimos penalidades severas para as pessoas violentas e para quem desrespeita a lei, que são perigosas para todos. Pedimos também segurança à todos os cidadãos honestos, que apenas pedem respeito pelas regras», afirmou o jornalista e conselheiro regional do partido Davvero Verdi, Francesco Emilio Borrelli, à imprensa italiana.

Como era de esperar, o vídeo tornou-se viral em Itália e provocou uma onda de choque, com todos a recriminarem a insanidade do corredor.

LEIA TAMBÉM