Maratona de Barcelona 2020

O Conselho de Ministros de Espanha decretou o Estado de Alerta devido ao coronavírus, o que significa que, a partir de segunda-feira, será proibido correr.

O Governo espanhol decretou que os espanhóis terão de ficar em casa a partir de segunda-feira, uma medida que procura conter o surto do coronavírus, algo que aconteceu, aliás, na China e agora em Itália, por exemplo.

Há no entanto oito exceções:

  • aquisição de alimentos, produtos farmacêuticos e de primeira necessidade
  • assistência a centros sanitários
  • deslocação ao lugar de trabalho
  • retorno ao lugar de residência habitual
  • assistência e cuidado a maiores, menores, dependentes, pessoas vulneráveis ou descapacitadas
  • deslocações a entidades financeiras
  • por causa de força maior ou situação de necessidade
  • qualquer outra atividade de análoga natureza devidamente justificada

LEIA TAMBÉM
Coronavírus leva atleta chinês a correr 50 km à volta de duas marquesas de massagem

Ou seja, em Espanha, a partir de segunda-feira, os movimentos estarão controlados e, como tal, os treinos ao ar livre não serão mais permitidos, assim como andar de bicicleta, por exemplo, já que está proibida a atividade recreativa ou desportiva nas ruas do país nos próximos 15 dias.

Devido ao surto do coronavírus em Espanha, caso alguém contrarie as medidas tomadas pelo Conselho de Ministros do país vizinho na próxima quinzena será alvo de fortes multas. Inclusive os corredores…

Entretanto, em Espanha, já há uma hashtag que tem alcançado um enorme sucesso nas redes sociais, concretamente #YoMeQuedoEnCasa. Vários atletas também demonstram e incentivam os populares a não saírem de casa, tendo sempre em mente a saúde pública. É o caso de Toni Abadía…

Clique aqui para acompanhar o surto do coronavírus no mundo.