Impossibilitado de sair para treinar, o atleta espanhol Ignacio Fontes, atual campeão europeu Sub-23 e vice-campeão do seu país em Pista Coberta nos 1500 metros, pediu ajuda na sua conta do Twitter para continuar a correr, um pedido que acabou por ser ouvido pela cadeira de ginásio Holmes Place, que emprestou ao jovem uma passadeira para que o jovem espanhol treine para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Ignacio Fontes, de 21 anos, escreveu na sua conta do Twitter se «algum ginásio de Granada poderia emprestar uma passadeira para estes dias. Ainda não sei se haverá competições no Verão, como os Jogos Olímpicos, mas, ante a incerteza, gostaria de treinar».

E, de imediato, o seu pedido do atleta espanhol foi escutado, com o Holmes Place a ceder uma passadeira ao corredor, tudo para que o sonho olímpico de Ignacio Fontes continue ainda vivo.

Refira-se que o Holmes Place patrocina o Granada, cujos jogadores também foram premiados com uma passadeira para se manterem em forma durante a quarentena.

Recorde-se que, em Espanha, é proibido correr ao ar livre, o que está a levantar uma enorme discussão no país, principalmente os atletas, que recordam que o seu trabalho é… correr.

Ainda mais quando este ano temos os Jogos Olímpicos, a competição mais importante das suas carreiras. E a verdade é que, sem passadeiras, não conseguem treinar. Este era o caso de Ignacio Fontes, que, felizmente, acabou por ver o seu imbróglio resolvido. Mas a verdade é que há muitos atletas a passar o seu problema…

LEIA TAMBÉM
Espanha: corredora multada em 601 euros por correr na rua

No entanto, refira-se que o atleta espanhol Ignacio Fontes defende a quarentena total em casa, mesmo sem passadeira, «já que a saúde está acima do Desporto e agora o prioritário é parar o contágio (…) Em outros países, como Itália e França, podem correr. Mas acredito que seria muito difícil controlar que apenas saíssem os atletas de elite». 

Ignacio Fontes revelou ainda que costuma correr entre 16 e 20 quilómetros durante quatro dias, enquanto os restantes três da semana são dedicados a séries de esforço e velocidade.

Entretanto, e ainda a estudar Medicina, o espanhol revelou recentemente que está à disposição para ajudar os seus próximos companheiros de trabalho, ou seja, estar na linha da frente no combate ao covid-19.