Na Argentina, a comunidade paraguaia radicada no município de Esteban Echeverría, na província de Buenos Aires, recorre a corrida para conseguir comer.

A situação da comunidade paraguaia foi revelada pela reportagem da Telenoche, na qual destaca que a comunidade paraguaia, para conseguir sobreviver na Argentina, participa de provas de corrida.

Segundo a matéria, alguns corredores chegam mesmo a treinar entre 2 e 3 vezes por dia, sendo o domingo o principal dia da semana, quando as apostas ganham valores significativos a cada prova.

A reportagem refere que os melhores corredores não precisam de trabalhar, necessitam treinar, já que ganham o suficiente para a sua sobrevivência no mês. 

«Esta é uma pista de corridas onde competimos com os amigos. Treinamos durante a semana e divertimo-nos aos fins de semana», afirma um atleta paraguaio.