Quem corre com regularidade, principalmente os corredores de longa distância, mais cedo ou mais tarde terá unhas negras. Saiba porquê…

É verdade que, esteticamente, não é nada agradável ter unhas negras. No entanto, é por vezes complicado não as evitar, já que os corredores de longas distâncias acabam por não conseguir fugir ao hematoma subungueal, que é produzido devido a um traumatismo de repetição, concretamente o atrito contínuo do(s) dedo(s) com o upper das sapatilhas, seja na parte superior ou lateral, o que acaba por causar danos nas unhas, o mais normal o aparecimento de unhas negras.

O problema é que, se os hematomas não forem bem tratados, além das unhas negras, poderão surgir outras patologias ungueais, como a onicocriptose (unha encravada), onicomicose (micose nas unhas), onicogrifose (engrossamento das unhas) ou onicólise (despreendimento total da unha).

Resumidamente, as unhas negras são o resultado de unhas demasiado grandes ou sapatilhas demasiado pequenas.

LEIA TAMBÉM
Quais os prós e contras de corrermos com música?

Evidentemente que é possível evitar o pior, embora poucos corredores assim o façam, muito fruto da… preguiça.

No entanto, e principalmente os corredores que correm muitos quilómetros ao longo da semana, é quase obrigatório ter alguns cuidados com os pés, isso se quiserem evitar uma estética nada agradável aos olhos (sem falar nos aspetos médicos…).

Aqui ficam algumas recomendações que devemos ter em conta segundo as mais diversas associações de pedologias:

  • o corte das unhas deve ser reto, o arredondamento dos cantos das unhas poderá provocar uma onicocriptose
  • calçar o tamanho adequado das sapatilhas (procurar comprar os ténis no final do dia, quando os pés estão mais inchados)
  • assentar bem as sapatilhas aos pés, tendo em vista a fixação do pé dentro dos ténis (evite, a todo o custo, as folgas)
  • utilização de meias técnicas que evitem a humidade no pé, já que a transpiração faz a pele amolecer
  • evitar meias com costuras, que podem provocar atritos desnecessários
  • se tiver unhas débeis e quebradiças, deve-se evitar ao máximo o uso de esmaltes para não as fragilizar ainda mais
  • cortar as unhas entre 7 e 10 dias antes de uma prova
  • não cortar as unhas muito curtas, caso contrário iremos desproteger o leito ungueal

LEIA TAMBÉM