O aumento do volume e/ou intensidade de treino e o insuficiente tempo de recuperação são os principais sintomas do overtraining, que pode ser definido como uma resposta generalizada ao stress em atletas e caraterizado por fadiga persistente, perda de rendimento e alterações bioquímicas e psicológicas. Artigo da autoria da especialista Raquel Costa.

Como sintomas de overtraining é comum verificar:

• cansaço anormal
• apatia geral
• desmotivação
• diminuição da autoestima
• irritabilidade
• distúrbios de sono (e.g., insónia)
• ansiedade
• depressão
• dores de cabeça
• perda de peso e de apetite
• aumento da frequência cardíaca em repouso
• aumento da vulnerabilidade a lesões
• diminuição do desempenho

Contudo, não existe um marcador universal capaz de identificar o overtraining. É necessário assim monitorizar uma combinação de variáveis fisiológicas, psicológicas, bioquímicas e imunológicas para o avaliar.

LEIA TAMBÉM
Conheça os principais sintomas de overtraining para evitar o pior

Neste sentido, o overtraining pode causar:

  • Parâmetros da performance
    – menor consumo máximo de oxigénio (VO2max)
    – diminuição da frequência cardíaca máxima (5-10 bpm)
    – diminuição da concentração pico de lactato sanguíneo ([Lac]pico)
  • Parâmetros imunológicos
    – diminuição da quantidade de leucócitos
    – diminuição da quantidade de eosinófilos
  • Parâmetros hormonais
    – diminuição da concentração de testosterona
    – mudanças na concentração plasmática e excreção urinária da noradrenalina
  • Parâmetros psicológicos
    – ocorrência de distúrbios de humor

Recorde-se que, de forma sucinta, a síndrome de overtraining pode ser descrita como um desequilíbrio entre o treino e a recuperação. Contudo, a literatura refere também que o overtraing é gerado por um desequilíbrio entre o stress e a recuperação. Esta segunda definição baseia-se no stress em excesso combinado com uma insuficiente regeneração. Para o corredor de alto nível, o stress está inserido em todos os treinos e competições, mas há ainda fatores de stress presentes em situações extra treino e extra competição, salientou Raquel Costa (leia aqui).