Quantas vezes já lhe aconteceu, durante uma corrida ou treino, sofrer de problemas gastrointestinais? Pois bem, então o melhor mesmo é aprender a evitá-los! Deixamos-lhe três dicas para que o consiga.

Mas, afinal, do que é que falamos quando falamos de problemas gastrointestinais? Simples! Referimo-nos à sensação de ardor no estômago, náuseas, cólicas abdominais, diarreia e necessidade urgente de evacuar.

Padecer de um destes problemas, seja durante uma corrida, ou até mesmo um treino, pode ser o suficiente para arruinar o dia. Até porque nem sempre é fácil encontrar uma casa-de-banho logo ali ao lado!

LEIA TAMBÉM
Atenção, corredores: estudo revela que estamos a dormir pior devido à pandemia

Assim, e para que nunca se depare com problemas gastrointestinais, deixamos-lhe três dicas importantes.

  • Evite as fibras e as proteínas antes de sair para correr
    Embora importantes no seio da dieta de um corredor, as fibras e as proteínas também têm a características de levarem mais tempo a ser digeridas. Assim, antes de ir correr, evite os alimentos ricos em fibras e/ou proteínas, optando antes por alimentos que, embora nutritivos, sejam leves e fáceis de digerir
  • Mais vale correr de estômago vazio do que cheio
    O ato de correr tende a favorecer as contracções intestinais, contribuindo para levar o conteúdo existente nos intestinos mais rapidamente até ao reto. Ao mesmo tempo, o movimento provocado pelo exercício complementa os movimentos peristálticos e ajuda a suavizar o trânsito no intestino. Assim, e embora esta possa ser uma excelente notícia para todos aqueles que sofrem de congestionamento intestinal, já para um corredor tal pode ser um problema, em particular quando este decide ir correr sem passar, primeiramente, pelo WC. Finalmente, é também importante que evite comer em excesso antes de ir correr, já que a corrida dificultará a digestão, uma vez que o sangue dirigir-se-á, principalmente, para os músculos
  • Atenção aos géis e bebidas desportivas
    Embora, hoje em dia, já muitos corredores tenham em atenção antes de ir correr ao que comem, quanto comem e à importância de passar pelo WC, não é menos verdade que existem aspectos que acabam aumentando o risco de nos depararmos com emergências. Desde logo, o uso excessivos de géis energéticos e bebidas desportivas, duas substâncias que aumentam o risco de poder vir a padecer de problemas estomacais, mas também o consumo de anti-inflamatórios antes de ir correr