No ano passado, Mo Farah aproveitou a sua participação na Maratona de Londres (e o particular duelo com a lenda Eliud Kipchoge….) para deixar algumas dicas para a distância. Dicas que continuam mais dos que atuais

As dicas de Mo Farah foram reveladas no seu canal do Youtube, conselhos que devem ser escutados pelos amantes da Maratona. Uma das dicas é fazer pelo menos um treino longo por semana. Farah considera mesmo que esse conselho «é o mais importante».

«Se não o conseguires, pelo menos realiza um treino longo a cada dez dias», aconselha o britânico, que adianta que o volume e a melhoria do ritmo acontece ao longo das semanas. Farah diz mesmo que o aumento da quilometragem deve ser feito a cada três semanas, quando estivermos cómodos com a distância que estamos a correr naquele período.

LEIA TAMBÉM
Mo Farah fixa novo objetivo e vai atrás do recorde da hora de Gebrselassie

«Quanto mais quilómetros correres, mais fácil será correr a Maratona», setencia Farah, que defende ainda a inclusão do fartlek no treino, embora não deva estar incluído no treino longo.

«É igual ser um minuto forte e outro de recuperação, ou dois, três minutos fortes e tantos outros mais calmos. O que importa é que o fartlek ajudará a nossa performance

O britânico também referiu no seu vídeo a importância do alongamento, defendendo que, na Maratona, há dois problemas fundamentais: a desidratação e as cãibras. Por isso a importância do aquecimento e do alongamento, salientou o ídolo mundial.

As dicas de Mo Farah sobre o… Muro

No vídeo, Farah também fala do… MURO!

«É algo realmente duro. O importante nesse momento é relativizar e recordar o dia em que nos inscrevemos na corrida, os treinos que fizemos e o compromisso e interesse que tivemos ao longo últimos meses (…) Não deixa de ser apenas uma corrida.»

Farah fala também que é importante acreditarmos em nós próprios e pensar «no trabalho realizado, na família e em cada pessoa que nos apoiou. Assim é mais fácil superar o Muro».

As dicas de Mo Farah para termos sucesso na Maratona

Outro fator abordado pelo britânico é a respiração, algo muitas vezes desvalorizado pelos corredores. «A tendência, quando estamos cansados, é forçar a respiração, mas isso não nos vais ajudar. Simplesmente devemos respirar como sempre, com naturalidade.»

Apesar dos seus inúmeros conselhos, Farah tem um em especial:

«A corrida é um desporto e o importante é se divertir, relacionar-se com os outros (…) É muito importante treinar com amigos ou com familiares. De vez em quando corro com a minha mulher simplesmente para “trotar”.»

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.