Subir e descer escadas é um dos principais exercícios aeróbicos e portanto deve ser acrescentado ao treino de corrida. Os benefícios, segundo os especialistas, são quase imediatos.

Subir e descer escadas é um excelente trabalho de força, ideal para aumentarmos a nossa passada na corrida. Mas também melhora em muito a nossa resistência, razão mais do que suficiente para fazermos deste treino uma constância no nosso planeamento, ainda mais quando há um reforço dos músculos dos glúteos, o que diminui o risco de lesão nessa área em concreto.

No entanto, a verdade é que também é um exercício que, se não for bem realizado, pode trazer problemas físicos (é essencial ter cuidado com a postura, por exemplo) e inclusive lesões provocadas por uma queda ou uma entorse, algo mais frequente do que muitos imaginam. Mas também lesões no joelho, quadril e tornozelo… O fortalecimento muscular é assim um dos aspectos a ter em conta quando recorremos regularmente a este tipo de treino, um fortalecimento muscular que, em teoria, já deve ser feito por qualquer corredor…

Uma das grandes vantagens deste tipo de exercícios é a sua enorme variedade. Subir de dois em dois ou de três em três degraus de forma convencional, saltar com os pés afastados ou juntos, subir só com um pé, etc. Ou seja, muito dificilmente o seu praticante irá cansar do treino, algo sempre de assinalar em qualquer exercício aeróbico.

O treino de escadas na corrida deve ser encarado como uma alternativa no nosso plano
O treino de escadas na corrida deve ser encarado como uma alternativa no nosso plano

Evidentemente que a obtenção de potência é o que procura a maioria dos praticantes que recorrem a este tipo de treino, mas também um trabalho respiratório, de agilidade e de coordenação motora.

Segundo os especialistas, não se deve realizar treinos de escada em dias seguidos, já que é um treino que exige muito da musculatura corporal (não só das pernas…). Muitos defendem inclusive que o treino deve ser realizado uma vez por semana, por exemplo. Mas tudo depende, como é lógico, do volume de treino de cada corredor.

De referir que o treino de escada não se limita a saltar e subir e descer, mas também podemos realizar outros exercícios, como podemos ver no vídeo abaixo: