Numa altura em que o país vive um período particularmente difícil, também os atletas de alta competição sofrem os efeitos e limitações decorrentes da instauração do Estado de Emergência e da pandemia do coronavírus. Falámos com Ercília Machado e o atleta de Ultra Trail André Rodrigues sobre a forma como estão a viver esta fase, mas também se continuam a treinar no exterior.

ERCÍLIA MACHADO

Qual a sua opinião sobre correr ou não ao ar livre?
Até ao momento o Governo transmitiu que era possível fazer exercício físico perto da zona de residência e, se possível, sozinhos e com os devidos cuidados. Eu tenho feito isso, ou seja, quando vou correr na rua, começo logo quando saio de casa e termino sempre em casa, tendo sempre os cuidados de, se vir alguém na estrada, desviar-me até 2 metros dessa pessoa. O mais engraçado no meio disto tudo é que as pessoas vão passear 20 vezes os cães à rua, assim como aumentou o número de pessoas que caminham e que correm. Hmmm… muito estranho!!! Parece que agora virou tudo atleta. Como já referi publicamente, eu irei continuar a treinar na rua, nos moldes que falei, enquanto for permitido.

Como está a passar a sua quarentena? Tem treinado?
Eu tenho feito corrida dia sim dia não, intervalando com treinos de Insanity em casa e treinos de bike mais reforço muscular.

LEIA TAMBÉM
Correr ou não ao ar livre? A opinião de Salomé Rocha e Armando Teixeira

ANDRÉ RODRIGUES

Qual a sua opinião sobre correr ou não ao ar livre?
A minha posição é a favor, desde que feita de forma sensata. Nesta altura não existe treinar, então correr servirá apenas como manutenção de saúde, pelo que sair apenas em dias alternados durante 30-40 minutos é mais do que suficiente.

Como está a passar a sua quarentena? Tem treinado?
Eu, por enquanto, tenho saído para correr alguns dias. Saídas de 30 minutos e depois complemento com treino em casa. Provavelmente, se estivesse na serra, correria um pouco mais, mas, estando em Leiria, tem sido assim. Todos os atletas que eu treino estão no mesmo registo… Alguns estão com zero corridas pela zona onde vivem, outros continuam a dar uns trotes e fazer exercícios específicos em casa.

LEIA TAMBÉM
Correr ou não ao ar livre? A opinião de Mary Vieira e Hermano Ferreira

De referir que, em Portugal, é possível correr ao ar livre. Como podemos ler na resolução do Conselho de Ministros que definiu os contornos do Estado de Emergência, as «deslocações de curta duração para efeitos de atividade física» são permitidas, «sendo proibido o exercício de atividade física coletiva, considerando-se, para este efeito, mais de duas pessoas».