Apesar da paixão que nutrimos pela Corrida, mais importante do que qualquer paixão é a saúde, pelo que, se começou agora a correr, relembramos-lhe os riscos de o fazer sem preparação.

Existe uma máxima, entre os corredores mais experientes, que diz: «Não corras para ficar em forma, mas fica em forma para correres.»

Mais do que uma simples frase, esta máxima recorda-nos que correr sem o mínimo de preparação física ou cuidado resulta em lesões, sejam elas musculares, ósseas ou até mesmo cardíacas.

De resto, e falando em particular de corredores com alta percentagem de gordura e que decidem lançar-se em desafios longos e de intensidade moderada, como é o caso de uma Maratona, os chamados marcadores de lesão cardíaca, os quais permanecem elevados muito para lá das 24 horas após o final da prova, são um dos aspetos a que é preciso estar atento.

LEIA TAMBÉM
A preparação de Kilian Jornet para correr 24 Horas

Em atletas com uma menor preparação e com maior quantidade de matéria gorda, estes marcadores sobem ainda mais, podendo mesmo obrigar à hospitalização dias depois da Maratona ter terminado.

Segredos para estar em forma para correr

Neste capítulo, o exercício aeróbico ligeiro e moderado pode ser uma solução saudável, já que traz consigo vários benefícios, ainda que esses variem muito em função do atleta, do momento na temporada, etc.

Assim, é preciso ter presente que apenas na dose ideal será possível obter os desejados benefícios. Ficar aquém das nossas próprias necessidades não trará qualquer resultado positivo, ou seja, exagerar tornar-se-á contraproducente.

Quanto a fazer uma prova como uma Maratona, é preciso ter presente que é algo de extremamente exigente e que, por isso, necessita de anos de preparação. De outra forma, o esforço pode dar origem a graves problemas em termos cardíacos.

O método CACO

Embora o propósito seja ganharmos condição física para correr, não é obrigatório que introduzamos a corrida logo no início da preparação.

Assim, uma boa solução para começar poderá ser o chamado método CACO, basicamente a junção das duas primeiras letras das palavras “CA”minhar e “CO”rrer.

Especialmente no caso de pessoas com menor preparação física ou com excesso de peso, o aconselhável é que alternem períodos de caminhada com alguns minutos de corrida, fazendo com que o impacto resultante desse esforço seja menor.

A par desta solução, é igualmente conveniente que evolua de forma progressiva e não procurando conquistar o mundo de uma só vez.

Tenha sempre presente que, para conseguir chegar ao fim de uma Maratona já teve de fazer uma Meia-maratona, sendo que, para conseguir terminar uma Meia, é bom que já esteja à vontade nos 10 km.

Afinal, a ideia nunca pode ser apenas terminar, mas terminar sem hipotecar a saúde.