Está a começar agora a correr? Não sabe qual o ritmo que deve imprimir? Se está agora a passar por aquilo que todos nós já passámos, não se preocupe mais, até para que as lesões não surjam!

A verdade é que começar a correr não é fácil. É o ritmo inconstante que nos atrapalha, o cansaço que rapidamente se apodera, a dificuldade em respirar que nos afeta.

No entanto, também é verdade que as coisas não precisam de ser tão difíceis assim, bastando tão-só alguns cuidados com a velocidade e os ritmos imprimidos para que comece verdadeira e conscientemente a correr.

LEIA TAMBÉM
Sabe qual o tipo de sapatilhas que deve escolher para começar a correr?

Aqui ficam cinco dicas que ajudá-lo-ão a progredir:

  • Corra em função do tempo, não dos quilómetros
    Se está a começar a correr, não esteja preocupado desde já com os quilómetros que quer ou tem de fazer, mas concentre-se antes em desenvolver a sua preparação física geral de forma a poder fazer do exercício um hábito regular. Com essa prática e o elevar do seu ritmo cardíaco, ganhará maiores defesas contra as doenças cardiovasculares, como a diabetes ou a hipertensão. Assim, não importa quantos quilómetros faz, mas a evolução progressiva do tempo que corre
  • Caso opte por caminhar, faça-o rápido
    Se ainda não tem preparação para correr ou prefere apenas caminhar, então procure fazê-lo numa cadência rápida, ainda que preservando a capacidade de manter uma conversa enquanto caminha. Se também consegue cantar, então isso significa que está com um passo demasiado lento. Pelo contrário, se se sentir a arfar, então diminuia um pouco a velocidade.
correr
  • Avance progressivamente
    Não tem a ver com a distância que pretende percorrer ou até mesmo o tempo que tem previsto fazê-lo, o importante é começar lentamente para que o organismo possa aquecer e, a partir daí, aumentar gradualmente o ritmo. Isto tornará o treino mais fácil, ao mesmo tempo que verá que não há sensação melhor do que terminar o seu exercício em força. Pelo contrário, se terminar de gatas, sairá desmoralizado e com pouca vontade de se esforçar no seguinte. Tenha isto presente: um dos erros mais comuns dos corredores amadores é começarem muito rápido
  • Corra sintonizado
    A partir do momento em que encontrar o seu ritmo, o ritmo com que se sente confortável, preocupe-se em colocar todo o seu corpo em sintonia: qual o ritmo que apresenta na respiração? Qual o ritmo da sua passada? Como sente os músculos das pernas? Esforce-se por correr em sintonia, no ritmo em que se sente mais confortável, e será sempre um prazer regressar
  • Relaxe enquanto corre
    Quando começamos a correr, é normal termos a tendência de contrair os músculos que não estão a ser utilizados, conduzindo a um maior gasto de energia. Assim, sempre que sentir que está a tornar-se difícil, relaxe: descontraia o semblante e a testa, distenda a mandíbula, liberte as mãos (imagine, por exemplo, que segura uma fina folha de papel com o polegar e o indicador). Acima de tudo, não se esqueça de respirar…