Hidratação na Corrida

Atividade especialmente desgastante em termos de perdas de líquidos e minerais, a corrida obriga os atletas a recorrerem, muitas vezes, à bebida isotónica de forma a combater a desidratação. Ensinamos-lhe a melhor forma de o fazer.

Verdadeiro perigo para qualquer corredor, a desidratação, ou perda acentuada dos líquidos no organismo, condiciona fortemente o rendimento desportivo, podendo mesmo colocar a vida do atleta em perigo caso a situação atinja patamares exagerados.

Conscientes desta realidade, a maioria dos atletas nunca descura este aspeto na sua evolução enquanto corredor, procurando manter sempre os níveis corretos de hidratação, seja através de uma regular e correta ingestão de água, seja recorrendo a alimentos como as frutas e as verduras, que devem sempre fazer parte da nossa dieta.

A importância das bebidas isotónicas

Igualmente importantes em situações de desidratração mais avançadas são as bebidas isotónicas, cuja escolha deve ser feita observando não apenas a quantidade de água que ajudam a repor no organismo, mas também os hidrocarbonetos que garantem. Ou, dito de outra forma, os açucares como a glucose, a frutose e a sacarose, além do sódio.

LEIA TAMBÉM
A hidratação é fundamental para melhor recuperar depois do treino da corrida?

Quanto à absorção destes nutrientes, tornar-se-á mais fácil caso as suas quantidades na bebida sejam praticamente idênticas às quantidades existentes no nosso sangue.

Recorrendo aos produtos existentes no mercado, quase sempre propostos em pó ou pastilhas para misturar com a água, é importante que sejam respeitadas as quantidades indicadas pelo fabricante, pois um aumento ou diminuição das quantidades indicadas tornará a nossa bebida menos eficaz no momento de nos hidratarmos ou repormos os hidrocarbonetos de que necessitamos.

Todo e qualquer atleta sabe que é preciso manter níveis correctos de hidratação, seja através de uma regular e correcta ingestão de água ou uma bebeida isotónica
Todo e qualquer atleta sabe que é preciso manter níveis correctos de hidratação, seja através de uma regular e correcta ingestão de água ou uma bebeida isotónica

No entanto, e caso o nosso preparado isotónico tenha acabado em casa, saiba que pode sempre fabricar a sua própria bebida isotónica caseira, recorrendo a alguns ingredientes que, certamente, terá na sua dispensa. A saber:

  • 750 ml de sumo de laranja natural (preferencialmente, bem passado e sem polpa)
  • 250 ml de água
  • 1,5 gr de sal de mesa (basicamente, meia colher rasa de café)

Graças ao sumo de laranja, garantiremos, num litro de preparado, cerca de 90 gramas de açucares, das quais um terço é glucose, outro terço é frutose e outro terço é sacarose – este último, precisamente o açuçar que, à partida, utilizaríamos para adoçar a nossa bebida.

Prove… e comprove essa bebida isotónica caseira.