Miguel Lopes pretende correr a emblemática N2, ou seja, os 738 quilómetros entre Chaves e Faro, num espaço temporal entre sete e nove dias em modo non-stop, escrevendo o seu nome no Guiness Record, além de ajudar a Ala de Pediatria do IPO Porto. A aventura começa no próximo dia 5 de junho, a meia-noite de sexta-feira para sábado, em Chaves (o desafio poderá ser acompanhado em live track através da página pessoal do atleta ou através da plataforma Stop and Go). 

Como surgiu a ideia do N2 Challenge?
A ideia surgiu há uns anos quando andava bastante de bicicleta. Não conseguindo o meu objetivo de fazer a N2 de bicicleta, decidi agora fazer com a corrida! Pensei: «Se é normal fazer a N2 em bicicleta, eu também o faço a correr»

Mas era um sonho seu desde sempre?
Não digo que tenha sido um sonho de sempre, mas nunca perdi a vontade de fazer a N2, de colocar este projeto em prática. Era algo que estava sempre presente.

LEIA TAMBÉM
A odisseia de Miguel Lopes segundo o olhar de João Delgado

E quando o N2 Challenge começou a ganhar forma?
Ganhou forma assim que me senti preparado e depois dos 300 km do ALUT e dos 400 km da Travessia Póvoa de Varzim-Lisboa. Pensei: «Porque não?»

E qual o objetivo do desafio?
O objetivo passa sempre por finalizar, de preferência entre 7 e 9 dias. No entanto, e depois de várias consultas sobre a N2, o desafio passou também a fasquia do Guiness Record, já que, caso consiga terminar nesse tempo, o meu nome vai estar inscrito no Livro dos Recordes. O recorde será sempre secundário, mas vai estar presente! Até o momento, um atleta fez o percurso em 12 dias.

Evidentemente que, para um projeto como este, são necessários apoios. Foi complicado arranjar parceiros? 
É de facto um desafio audaz e requer não só apoio para os dias do desafio, como também para os meses que antecede.
Sou atleta da marca Decathlon Portugal/ Evadict Trail e suplementação Aptonia e essa é sem dúvida a grande base e o grande apoio desde sempre! Conto com outros que me ajudam bastante, como o meu personal trainner Nuno Silva e a clínica de osteomassagem Laúndos, entre outras marcas. Sem eles nada disto era possível.
Mas claro que a ocasião também faz com que tenha outros apoios e patrocínios, que irão fazer parte desta grande viagem ao qual lhes fico eternamente grato .

Recorda quando começou a ouvir sobre a N2?
Sempre ouvi falar da N2 através do meio das duas rodas, bicicletas e motas, que era uma viagem incrível para conhecer o país de lés-a-lés. E agora, em duas pernas, irei conhecê-la.  

Como justifica o fascínio que a N2 desperta um pouco em todos? 
Como disse anteriormente, acredito pelo  prazer de conhecer o país!

O N2 Challenge tem um cariz solidário. O que poderia falar sobre ele?
Quem me conhece sabe que fui sempre solidário, ajudando várias e grandes causas. Obviamente, esta aventura não poderia ficar atrás!
Deste modo, decidimos ajudar a pediatria do IPO através de uma conta e do MB Way com o intuito de angariar fundos para ajudar a causa. No final, iremos doar os bens que mais precisam. Para quem quiser ajudar, poderá fazer a transferência por Iban (PT50 0079 0000 6811 3655 1023 0) ou Mb Way (917 928 103).

Um dos treinos de Miguel Lopes para o desafio da N2
Um dos treinos de Miguel Lopes para o desafio da N2