Hugo Barreto acredita que o corredor, após o término da pandemia do coronavírus, olhará de um modo diferente a própria corrida em si, para o correr, dando ainda mais valor a simples corridinha de fim de semana, por exemplo.

Após o desafio, tem continuado a correr em casa?
Sim, não só correr, mas reforço muscular. No mesmo vídeo mostro alguns exercícios que os corredores devem fazer para não perder a forma e manter os músculos ativos. Uma nota importante também para a alimentação, que é muito importante neste período.

Como tem vivido esta quarentena? Tem corrido na rua, por exemplo? Se não, que tipo de treinos faz em casa (se faz algo…)?
Não tenho saído, 100% em casa. Sei que muita gente vai para zonas sem ninguém, e eu até o poderia fazer, mas acho que devo ficar em casa a 100% e esperar que tudo isto termine. Tenho ainda barra, alteres e corda para o exercício.

Tem algum canal, app que faz parte do seu dia-a-dia hoje e que gostaria de recomendar?
Gosto de seguir alguns canais do YouTube, como o Dicas do Salgueiro, e também uso algumas apps. Aliás, fiz um vídeo no YouTube sobre apps para fazer desporto em casa sem equipamento.

O que mais sente saudade do mundo pré-pandemia?
Claramente de estar com a minha família, com amigos e de sair para a rua aos domingo de manhã para correr.

Acredita que o corredor normal, que já dava valor a todos os treinos e provas que realizava e concluía, terá uma nova visão da corrida em si pós-pandemia?
Acho e espero que, quando tudo terminar, as pessoas tenham mais vontade de fazer desporto na rua, que aproveitem melhor os momentos e que, claramente, façam mais provas.

O que a corrida significa para si? Com este período de quarentena, acredita que esse significado foi alterado?
Significa um momento meu, onde liberto a mente e faço exercício ao mesmo tempo. Profissionalmente falando, ajuda-me a criar novas ideias. Só de dizer isto sinto muita falta de correr na rua…

Hugo Barreto tem saudades de correr uma prova ao ar livre
Hugo Barreto tem saudades de correr uma prova ao ar livre

Se não estivesse em quarentena, o que estaria a fazer em termos de treinos e qual era o objetivo para esta altura do ano?
Este ano estava a treinar velocidade. O meu objetivo era baixar dos 40 minutos nas provas de 10 km. Mas está tudo igual, a minha vontade é muito grande de voltar.

Uma nota final?
Fazer quilómetros em casa ou na passadeira ou ainda usar apps para fazer exercício, tudo é válido. O que importa é fazer exercício, seja ele qual for. Espero que o meu vídeo incentive mais pessoas a fazer. Siga para os 10km!..

LEIA TAMBÉM