Hermano Ferreira foi lebre da Maratona do Porto, uma experiência que só fez para amigos. No final, satisfação pela sua corrida e pelo objetivo alcançado, um novo recorde da prova: Zablon Chumba, com 2h08m58.

Já foi lebre em alguma prova?
Já fui lebre em provas de amigos, mas de uma forma mais discreta.

Como surgiu o convite ao Hermano Ferreira para ser lebre na Maratona do Porto?
O convite foi feito na quinta-feira, ou seja, três dias antes da prova. Sempre em conjunto com o meu treinador, Rui Silva, aceitei logo este desafio, pois sabia estar bem, além de poder ajudar a organização e os atletas. Como treinava normalmente e o convite foi feito à última hora, não tive tempo para fazer um treino específico, mas estava tranquilo com o meu papel.

LEIA TAMBÉM
Fábio Antunes nunca imaginou terminar o 7 Maratonas em 7 Dias em 7 Países

Antes deste convite, como analisava o papel da lebre numa prova?
A lebre é um papel importante nas provas de fundo. Todas as melhores provas do mundo têm lebres, fundamentais para os atletas alcançarem grandes registos mundiais. 

Qual a principal responsabilidade de uma lebre?
A responsabilidade é muita, pois temos um compromisso de impor o ritmo que nos é pedido para o resultado final ser o pretendido. Temos de ter consciência de que fazemos o trabalho que nos é pedido e portanto não podemos correr ao nosso gosto.

No início da prova, ficou mais nervoso do que nas suas provas?
O nervosismo está cá sempre, mas claro que temos de descomplicar e focarmos no nosso objetivo para o qual fomos contratados.

Concretamente, o que foi pedido a lebre Hermano Ferreira?
Foi-me pedido o ritmo para bater o recorde da prova, entre 3m00/3m03 por quilómetro. Felizmente, foi o que consegui.

Ainda pensou terminar a prova, já que há lebres que continuam muitas vezes as suas corridas e inclusive ainda surpreendem com bons resultados?
Não, nunca me passou isso pela cabeça. Sabia para o que ali estava, mas também para o que trabalho a nível futuro. Fiquei muito feliz pelos resultados obtidos.

O objetivo era superar o recorde da prova, algo que foi alcançado. Considera que este recorde também é seu?
Felizmente foi alcançado e todos estamos de parabéns, organização, atletas, etc. Pessoalmente, sinto que ajudei a alcançar este novo recorde, que foi o pedido.

Uma experiência para repetir?
Se estiver em condições e se estiver ao meu alcance o que me for pedido, sem dúvida que pretendo repetir esta experiência.