Colocado para trás das costas o (difícil) passado recente, Emanuel Rolim está de regresso à competição e ao Atletismo, agora com a camisola do Maia Atlético Clube, emblema que o atleta acredita ser a melhor opção nesta fase do seu percurso. Até porque, neste momento, o objetivo passa por «voltar a competir, sentir-me feliz e desfrutar do meu regresso», assume o ex-atleta do Sport Lisboa e Benfica…

Depois de dois anos extremamente difíceis no plano profissional, o levantar de cabeça do Emanuel Rolim começa, de certa forma, com o assinar de contrato com o Maia Atlético Clube. Como foi que surgiu essa possibilidade e em que condições?
O Maia Atlético Clube é bastante unido e já conhecia alguns diretores técnicos e atletas. Sempre vi o clube com bons olhos e dentro das opções que tinha, todas elas muito parecidas, achei que seria o melhor para eu enfrentar esta época da melhor maneira.

Ao mesmo tempo, também encontrou um novo treinador, Manuel Nicolau. Como foi que surgiu essa união? E, já agora, que tipo de trabalho têm vindo a realizar?
O meu novo treinador é um jovem com um interesse pelo desporto acima da média. Tem as qualificações ideais para me treinar e uma das grandes vantagens é poder acompanhar-me de perto, aqui na pista de Atletismo em Torres Vedras. Outro dos principais motivos para a escolha, tanto da minha parte, como da parte dele, foi continuar com o legado do grupo Pedro Rocha, pois ele esteve em estágio connosco durante bastante tempo e aprendeu todo o nosso processo de treino. Aliado a isso, o Manuel Nicolau consegue inserir todo o seu novo conhecimento de treino para corrigir alguma lacuna que possa existir.

Depois de uma longa travessia do deserto, Emanuel Rolim quer, agora e para já, apenas desfrutar do seu regresso.
Depois de uma longa travessia do deserto, Emanuel Rolim quer, agora e para já, apenas desfrutar do seu regresso
Foto: Facebook Emanuel Rolim – Atleta

Neste momento, já com treinador e clube, pode revelar-nos quais são os objetivos delineados em termos competitivos do Emanuel Rolim no Atletismo?
Não tenho grandes objetivos já delineados. O primeiro está dado, que era voltar a competir e sentir-me feliz. Entretanto, a próxima época já permitirá uma preparação mais adequada e, então aí, delineamos quais os principais objetivos. Para já, quero só desfrutar do meu regresso!

LEIA TAMBÉM
Emanuel Rolim e os dois anos de ausência: “Foi um período muito duro”

Com tudo novamente encaminhado, diga-nos: o Emanuel Rolim voltar a ser profissional, dedicando-se exclusivamente ao Atletismo, é um sonho a concretizar novamente? Mediante que exigências?
Voltar a 100% ao Atletismo será uma situação muito difícil. Sei que posso vir a estar novamente em forma como sempre fiz, mesmo com as limitações do trabalho, mas não sei até que ponto vou interromper toda a minha aprendizagem no trabalho só porque algum clube quer. Teria de compensar mesmo muito, pois a realidade é que o Atletismo não te assegura nenhum futuro. O desporto é mesmo assim, um pouco ingrato e eu já caí nessa realidade. Mas não posso afirmar que nunca voltarei a estar a 100%, pois não sei que tipo de propostas poderão surgir.