Diana Almeida representou o Benfica e o Sporting, quatro anos em cada clube. Recentemente contratada pelo Sporting de Braga, a agora ex-leão aborda o complicado momento que vive o Atletismo de Alvalade.

Curiosamente, representou por quatro anos o Sporting e por quatro anos o Benfica. Como viveu esta rivalidade nos dois clubes, quando estava numa equipa e depois na outra?
Foram anos de uma rivalidade saudável e que nos estimulava enquanto atletas. Era sempre muito bom ter um lugar na equipa principal para poder contribuir para a vitória do nosso clube. Acabei por viver mais essa rivalidade no Benfica por conseguir fazer parte da equipa principal. Eram momentos sempre vividos de forma efusiva e especial.

E acredita que esta rivalidade é positiva para o Atletismo?
Sim, é esta rivalidade que estimula os atletas e nos ajuda a sermos melhores para podermos representar da melhor forma o nosso clube. As conquistas em equipa resultam da superação da nossa individualidade.

Ter visto a grande aposta que iniciaram e agora o término dela faz repensar muita coisa, como, por exemplo, se somos nós, enquanto atletas, que não estamos a ter os resultados que devíamos ou se é apenas uma opção do clube.

Ficou surpresa com a sua saída do Sporting? Concretamente, o que aconteceu?
Não, eu não fiquei nada surpreendida com a minha saída do Sporting. Correu tudo dentro da normalidade. Enquanto atletas temos de saber fazer uma autoavaliação dos resultados que temos realizado. Apesar de ter havido outras razões dentro do clube, eu sabia que o meu momento tinha chegado. Era altura de terminar este ciclo e poder iniciar outro. Não devemos estar num clube só por estar, tem de haver razões positivas para mantermos essa ligação. E a minha ligação ao Sporting tinha chegado ao fim.

E acredita que o Atletismo do Sporting poderá ter chegado ao fim com a recente rescisão de contratos, que foram inúmeros?
Eu quero acreditar que não, que é apenas uma fase menos boa que o clube está a enfrentar e pode acontecer a qualquer um. O Sporting continua a apostar no Atletismo, mas mudou a forma como o vai fazer.

LEIA TAMBÉM
Diana Almeida: «Quem tiver sonhos no Atletismo não pode treinar por treinar»

Como a Diana Almeida olha para este momento do Sporting?
Sinto-me triste com esta situação porque não ajuda em nada a nossa modalidade. Ter visto a grande aposta que iniciaram e agora o término dela faz repensar muita coisa, como, por exemplo, se somos nós, enquanto atletas, que não estamos a ter os resultados que devíamos ou se é apenas uma opção do clube.

Como atleta, o quão mal é esta decisão para o Atletismo em geral?
Sendo o Sporting um grande clube, esta não aposta vai fazer baixar a rivalidade entre clubes na aquisição dos atletas.
Agora, muitos atletas acabam de ficar desamparados, o que vai fazer repensar se conseguem manter-se nesta modalidade. Mas, como todos os atletas são uns lutadores, isto só vai fazer com que se superem e voltem a demonstrar o seu valor no Atletismo.