Corredor mostra mais do que devia na Maratona de Kosice

O insólito aconteceu na Maratona de Kosice, na Eslováquia, com o atleta Jozef Urban a mostrar mais do que devia (atenção: as imagens, já virais na internet, podem chocar alguns leitores…)

 

Jozef Urban, de 31 anos, estava a fazer a melhor corrida da sua carreira quando, nos últimos metros, os seus calções “pregaram uma partida”, causando estupefação no público que assistia a prova, seja nas ruas ou através da televisão. Mesmo assim, Urban não se importunou com o que estava a acontecer e terminou a Maratona de Kosice na 10.ª posição, com o tempo de 2h21m51.

Todavia, e apesar de ter melhorado o seu tempo pessoal em 27 segundos, dificilmente o atleta local recordará desta corrida por razões desportivas…

LEIA TAMBÉM

As dramáticas imagens de sofrimento de Recho Kosgei na Maratona de Varsóvia

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos