«Collide – A Alta Velocidade»: perseguições de fazer inveja

O mote é simples. Por amor, podemos voltar a ter hábitos que, exactamente por amor, decidimos abandonar. É o que acontece com Casey Stein, interpretado por Nicholas Hoult. Após deixar a vida de traficante para construir uma nova vida com Juliette (interpretada por Felicity Jones), o protagonista vê-se obrigado a regressar ao submundo para lhe salvar a vida em «Collide – A Alta Velocidade».
Realizado por Eran Creevy (que co-assina o argumento com F. Scott Frazier), este é um filme que dá primazia à acção. Claramente, a perseguição automóvel a alta velocidade é a razão se ser deste filme. Aliás, tendo em conta que F. Scott Frazier é quem assina «XXX: O Regresso de Xander Cage», nota-se que a acção corre nas veias desta película.

Tendo como palco as ruas de Colónia, na Alemanha, é o típico filme de acção onde é a acção que fala mais alto, mais que a intriga no argumento e mais alto que as interpretações – excluindo a interpretação de Anthony Hopkins (na personagem de Hagen) que, apesar do pouco tempo de tela, cada vez que aparece, faz-nos tremer.

Nicholas Hoult e Felicity Jones protagonizam filme que conta ainda com Anthony Hopkins e Ben Kingsley

É o olhar, são as palavras e a intensidade. Não sabemos o que vai fazer nem como se vai comportar. Aliás, a primeira cena em que Hopkins contracena com Ben Kingsley (no papel de Geran) é de uma pressão constante, onde ambos mostram o seu talento – convenhamos, estamos perante dois Sir ordenados pela Rainha de Inglaterra devido aos seus contributos para a representação.

Contudo, Ben Kingsley (talvez por causa da sua personagem) tanto nos arranca gargalhadas como fica muito caricatural. Ora nos faz rir com a passividade da personagem, ora nos faz franzir o sobrolho com overacting.

Vale o filme pelas perseguições de carro nas ruas da cidade e nas auto-estradas. Muito bem trabalhadas, com muito ritmo, ou não estivéssemos nós perante mais um desempenho da equipa de duplos que já nos trouxe «O Cavaleiro das Trevas Renasce». Aliás, em boa verdade, o argumento pouco interessa nestas perseguições automóveis de grande intensidade. O mote foi este como poderia ser outro qualquer. Está ali trabalho de fazer inveja à saga «Velocidade Furiosa» (mas sem os veículos tunning).

 

Ficha técnica:

Título em português: «Collide – A Alta Velocidade»
Título original: «Collide»
De: Eran Creevy
Com: Nicholas Hoult, Felicity Jones, Anthony Hopkins e Ben Kingsley
Género: Acção / Thriller
País: Reino Unido / Alemanha / China
Duração: 99 minutos
Ano: 2017

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos