Triatleta Miguel Carneiro: «Como nadei 11,4 km, pedalei 540 km e corri três Maratonas em 51h47m36»

O que passa pela cabeça de um atleta que nada 11,4 km, pedala 540 km e corre 126,6 km, ou seja, três Maratonas? Ou como aguentar 51h47m36 a nadar, a pedalar e a correr? Na capa da 100% Corrida, Miguel Carneiro revela como concluiu o triplo Ironman consecutivo, numa crónica que demonstra a dificuldade que passou para concluir a prova.

 

Chuva, vento forte, trovoadas e queda de granizo. Mas também declives que não esperava encontrar no percurso rotativo no segmento do ciclismo. Frio, extremo cansaço, estratégias utilizadas para ultrapassar os obstáculos. Numa crónica bastante vívida, Miguel Carneiro revela nas páginas da 100% Corrida como foi nadar 11,4 km, pedalar 540 km e correr 126,6 km, num desafio que, até então, nenhum português tinha alcançado (o próprio Miguel Carneiro tinha concluído no ano passado um duplo Ironman).

«O objetivo de completar três Ironman consecutivos era superar-me em qualquer um dos segmentos. Até o dia do evento nunca tinha feito qualquer uma das distâncias a nível individual. Ao conseguir ultrapassar-me nas três modalidades estaria a concluir um triplo “Homem de Ferro”. Portanto, desde o tiro de partida, nunca houve um momento em que eu pudesse dizer para mim próprio: “Eu já fiz esta distância!”», revela o algarvio na sua crónica.

Um membro da equipa correu quase duas Maratonas com Miguel Carneiro  

Numa prova com estas dimensões, a estratégia utilizada é fundamental para um desfecho satisfatório, assim como a equipa que sustenta o atleta. Miguel Carneiro escreve inclusive que, sem o apoio exterior, é impossível concluir este tipo de competições. Para termos uma ideia, um elemento da equipa do algarvio chegou mesmo a correr quase duas Maratonas juntamente com Miguel Carneiro.

«… durante uma certa zona do percurso, o Luís teve o papel importantíssimo de me guiar. Dávamos um género de um abraço lado a lado e eu fechava os olhos e descansava a vista, com ele a guiar. Não era possível adormecer enquanto corria, mas dava claramente para descontrair a vista.»

 

Clique na capa para ler a crónica de Miguel Carneiro na 100% Corrida de Setembro
Clique na capa para ler a 100% Corrida de Setembro
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos