Veja a emotiva reação de Iván Álvarez após vencer o Triatlo Vitoria e saber que foi pai…

Há momentos que marcam uma vida. Iván Álvarez viveu um deles ao vencer o Triatlo Vitoria-Gasteiz e descobrir que foi pai…

 

Muita emoção e lágrimas viveu a Praça de Espanha no final do Triathlon Vitoria-Gasteiz. Tudo devido a surpresa da organização da prova, que, após o triunfo de Iván Álvarez, entregou ao vencedor um envelope. Lá dentro, a foto do seu segundo filho do triatleta, Liam..

Devido a realização da corrida, a mulher de Iván Álvarez decidiu omitir o nascimento do filho para não desconcentrar o triatleta, que disputou a prova sem saber do seu nascimento. E a verdade é que a estratégia foi fundamental, já que o Triathlon Vitoria-Gasteiz foi uma montanha russa de incertezas, com mudanças de liderança ao longo de toda a prova.

Brutal llegada de Iván Alvarez en Triathlon Vitoria http://www.triatlonchannel.com

Publicado por Triatlonchannel Triatlon Channel em Domingo, 9 de Julho de 2017

Na corrida, muitos acreditaram que o português Pedro Gomes seria o vencedor, mas Iván Álvarez, de 40 anos, mostrou um poder de reação enorme e acabou por ganhar a prova. Ao cruzar a meta, e depois de receber a notícia do nascimento de Liam, o espanhol não conteve a emoção.

Iván Álvarez venceu o Triatlo Vitoria e soube que foi pai
Iván Álvarez soube que tiha sido pai pela segunda vez após vencer o Triatlo Vitoria

«Este é o meu segundo triunfo em Vitoria, depois do ano passado. Prometo que estarei cá novamente no próximo ano. É uma prova alucinante, incrível, única, impossível de a descrever com palavras.»

 

Português Pedro Gomes ficou no
terceiro lugar no Triatlo Vitoria

 

Iván Álvarez terminou com o tempo de 8h25m09. Atrás ficaram Carlos Aznar, que ainda encontrou forças para ultrapassar o português Pedro Gomes, que, em 2013, foi o vencedor da prova.

Na prova feminina, sem filhos na meta, a vencedora foi a alemã Julia Mai, com 9h37m52, segunda em 2016. A germânica garantiu o triunfo após ultrapassar Ruth Brito no segmento da corrida. Na meta, embora não tão emocionada como Álvarez, Mai também não escondeu a sua alegria pelo triunfo, sendo abraçada pelo marido Eneko Llanos. Nota para o abandono de Brooke Brown, vencedora em 2014, 2015 e 2016, devido a problemas estomacais.

LEIA TAMBÉM

O fundamental apoio do ironman Miguel Carneiro para nadar 11,4 km,
pedalar 540 km e correr 126,6 km

Os dez conselhos e o treino do bicampeão europeu de Triatlo para a corrida

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos