Ahmet Arslan confirma favoritismo e vence os 400 metros mais difíceis do Mundo

Com mais de 11 vitórias em etapas da Red Bull400, o turco Ahmet Arslan não desiludiu e ganhou o primeiro Campeonato do Mundo Red Bull400, em Titisee-Neustadt, no coração da Floresta Negra, Alemanha. São os 400 metros mais difíceis do Mundo.

 

Profundo conhecedor da pista de esqui de Titisee-Neustadt, Arslan registou o tempo de 3m31s01, alcançando o primeiro título mundial deste evento criado pela Red Bull. No total, mais de 1000 atletas, oriundos de mais de 40 países, participaram desta singular corrida, de uma extrema dificuldade.

«Titisee-Neustadt é uma pista particularmente difícil. É inacreditável que esta corrida seja decidida numa final bastante competitiva», afirmou.

Apesar do forte favoritismo, a vitória de Arslan foi mais complicada do que muitos imaginavam, fruto da impressionante performance de Anton Palzer, que chegou atrás do turco com o tempo de 3m32s09.

«Não tinha ideia do que iria acontecer na primeira eliminatória. No final, tudo correu bem. Estou feliz com o segundo lugar, que eu não esperava alcançar. Talvez regresse no próximo ano. Red Bull 400 é um grande evento, com uma grande atmosfera.»

O primeiro Mundial dos 400 metros mais difíceis do Mundo foi um sucesso
O primeiro Campeonato do Mundo Red Bull400 confirmou as expetativas

A mulher mais rápida da prova foi a japonesa Yukari Tanaka, com 4m54s02.

«Depois da minha vitória no Japão, estava muito motivado. O sonho da vitória aconteceu hoje», referiu a nipónica à imprensa local.

Até músicos participaram da Red Bull400

A pista de Titisee-Neustadt tem um percurso de 140 metros de declive, chegando a 35º de inclinação, o que leva os atletas a limites extremos, entre eles o ultramaratonista Florian Neuschwander, que fez questão de participar na primeira edição do Campeonato do Mundo.

«Sinto-me bem na longa distância, mas esta prova e as diferenças de altura são um desafio emocionante. Foi duro alcançar na final. Estou mais do que satisfeito com o meu 15.º lugar. Vou preparar-me para a edição do próximo ano.»

Uma das curiosidades desta primeira edição da Red Bull400 foi acolher atletas de vários quadrantes, entre amadores e profissionais, como o músico Andreas Bourani, que encontra no desporto um contraponto para a sua vida profissional.

 

 

«O treino diário é um desafio e inspiração. Posso confirmar que a Red Bull400 ganhou a reputação como os mais difíceis 400 metros do mundo

Devido ao êxito do evento, a segunda edição da Red Bull400 está confirmada para o próximo ano, comprovando que os 400 metros mais duros do Mundo são hoje uma certeza.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos