E se de repente um urso cruzasse com você numa corrida?

A recente corrida Leadville Trail Marathon 2019, no Colorado, Estados Unidos, ficou marcada por um caso insólito, já que um urso fez questão de fazer parte da corrida.

A Leadville Trail Marathon, dos mesmos organizadores da emblemática 100 milhas de Leadville, foi um dos temas das redes socias devido as fotos tiradas por Quentin Genke, que, apesar do susto, teve sangue frio para registar o momento, enquanto outros corredores, bastante assustados, correram mais rápido do que imaginavam para uma prova de Trail.

O momento em que o urso preto assustou tudo e todos na corrida Leadville Trail Marathon

«Quando corres em Leadville, é possível que encontres um urso. O meu bom amigo Quentin Genke e eu já estávamos a correr a um par de horas quando este enorme urso negro apareceu diante de nós na corrida. Imagina o nosso choque», escreveu Stephen Peterson nas suas redes sociais.

Apesar do susto, o urso negro não importunou os corredores na corrida, apenas cruzou o trilho marcado da prova e seguiu com a sua vida. De referir que os black bears são um dos mais rápidos da sua espécie, podendo alcançar a velocidade de 50 km/h.

A próxima Leadville Trail Marathon será realizada a 13 de junho de 2020, altura em que vai comemorar a sua 19.ª edição.

LEIA TAMBÉM
Os 15 conselhos do novo campeão do Mundo de Trail

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos