Trilhos dos Abutres recebeu em Espanha a bandeira do Mundial de Trail

Após os triunfos do espanhol Luis Alberto Hernandez e da holandesa Ragna Debats no Penyagalosa Trail, a organização do Trilhos dos Abutres, concretamente a Associação Abutrica, recebeu a bandeira da International Association of Ultrarunners, símbolo da organização do Mundial de Trail. Recorde-se que a prova portuguesa receberá a próxima edição do Campeonato do Mundo em 2019.

 

O presidente da Associação Abutrica, Tiago Araújo, e o presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Miguel Baptista, não esconderam o seu orgulho após receberem a bandeira da International Association of Ultrarunners em Castellón de la Plana, Espanha, logo após o fecho da edição deste ano do Campeonato do Mundo.

A Associação Abutrica Abutres são, oficialmente, os Organizadores da Prova do Campeonato do Mundo de Trail Running 2019. A Associação e o Exmo. Sr. Dr. Miguel Baptista, Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo , receberam, esta manhã, a bandeira da International Association of Ultrarunners , símbolo da organização da prova, no encerramento da Prova do Campeonato do Mundo 2018 em Penyagolosa TrailsMiranda do Corvo, Coimbra, Portugal ITRA – International Trail Running AssociationFederação Portuguesa de AtletismoAssociação de Trail Running de PortugalTurismo Centro de Portugal#trilhosabutres #wtc #wtcabutres #wtc19

Publicado por Trilhos dos Abutres em Domingo, 13 de Maio de 2018

O primeiro agradeceu a confiança depositada na organização do Trilhos dos Abutres, que vai receber a mais importante prova mundial de Trail. Já Miguel Baptista disse que «será um prazer e uma honra» receber a próxima edição do evento, aproveitando a ocasião para convidar todos os presentes para «virem conhecer Miranda do Corvo» no próximo ano.

O Campeonato do Mundo de Trail Running do próximo ano está agendado para o dia 8 de junho, como referido em Miranda do Corvo. A prova deverá contar com a presença de cerca de 50 seleções.

LEIA TAMBÉM

Ragna Debats e Pere Aurell, o casal sensação do Trail

Inês Marques lutou para subir mais dois degraus na classificação do Mundial de Trail

André Rodrigues: «Tenho um sonho: um dia poder apresentar-me em condições num Mundial»

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos